Páginas: [1]   Ir para o fundo
Imprimir
Autor Tópico: Cartilha do Autocaravanista: proposta  (Lida 947 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Negrao
Visitante
« Responder #16 em: 26 Abr 2010, 12:35 »

Caros amigos Autocaravanistas.

Sim eu estou de acordo com a cartilha do Autocaravanista, mas espero que esta cartilha chegue também a outros Autocaravanista fora de Portugal, porque como e sabido de todos, os que nos visitam não tem tido um comportamento muito exemplar com autocaravanisno Portugues.

Boas viagens.
Registado
Decarvalho
Visitante
« Responder #15 em: 01 Ago 2007, 20:18 »

Carissimos Acs...

aqui vai mais uma pista para um guia civico dos autocaravanistas:

http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/08/guia-do-comportamento-cvico-dos.html
Registado
Paes Mendes
Visitante
« Responder #14 em: 28 Jun 2007, 10:15 »

         Sem dúvida qua a generalidade das propostas dos Direitos e Obrigações contempladas na Cartilha do Autocaravanista merece a nossa concordância. Penso, contudo, que para além deste documento, que será a nossa "Constituição", haverá que insistir, e muito, junto das entidades próprias, no esclarecimento do que é uma autocaravana e o que é ser autocaravanista. Parece caricato, mas muita gente não sabe o que é verdadeiramente uma autocaravana, a autonomia que oferece em termos de higiene e serviços domésticos. Pessoas com responsabilidades na matéria, como alguns autarcas e outros que mais, decidem-se por restringir  a prática autocaravanista com base exactamente na "porcaria" que os autocaravanistas geram à sua volta. Nada mais falso, a não ser concretamente para aqueles que parecem ser o que não são, os utilizadores de autocaravanas que não são autocaravanistas. E é neste ponto que mais devemos insistir, com  firmeza e coerência  nas propostas de sanções numa futura lei para todos aqueles que façam do seu espaço de paragem uma feira fandanga sem rei nem roque.
Registado
ramosj
Visitante
« Responder #13 em: 14 Mai 2007, 20:21 »

Caro companheiro,

Eu percebi que a sua intenção era chamar a atenção dos mais distraídos e por isso mesmo achei por bem explicar-me melhor antes que houvesse mal entendido.

Um Abraço,

José Ramos

Eu entendi logo.
O perigo vinha de outros que ao não entenderem, e sem que alguem tocasse no assunto, achassem que era usual os autocaravanistas acharem que tinham "quintais" (e há quem ache).
Mas percebi logo qual a "intenção", quanto mais não fosse, pelo conteudo de outras ideias que já expressou anteriormente, as quais se enquadram naquilo que penso sobre o assunto e no que está "estipulado" na Cartilha.
Não foi com intenção de "picá-lo" mas sim de picar quem te de sê-lo.
Registado
tapada
Visitante
« Responder #12 em: 14 Mai 2007, 18:27 »

Eu entendi logo.
O perigo vinha de outros que ao não entenderem, e sem que alguem tocasse no assunto, achassem que era usual os autocaravanistas acharem que tinham "quintais" (e há quem ache).
Mas percebi logo qual a "intenção", quanto mais não fosse, pelo conteudo de outras ideias que já expressou anteriormente, as quais se enquadram naquilo que penso sobre o assunto e no que está "estipulado" na Cartilha.
Não foi com intenção de "picá-lo" mas sim de picar quem te de sê-lo.
Registado
ramosj
Visitante
« Responder #11 em: 14 Mai 2007, 12:24 »

Caro companheiro,

Quando disse que tudo à volta da minha AC "é o meu quintal", quis dize-lo no sentido figurado!!! E pensando também que eu não gosto de ver o meu quintal sujo, por isso não deito lixo no meu quintal. Portanto todo o lixo que faço e até aquele que eu encontro à volta da minha AC o recolho e deito nos devidos contentores!!!

Também quando digo que Portugal, ou tudo à volta da minha AC "é o meu quintal", quero dizer que gosto deste meu quintal e portanto que o quero cuidado e que não vou aceitar de bom grado que outros o maltratem ou conspurquem com os seus lixos ou dejectos.

Espero que agora se perceba definitivamente o meu comentário para que não seja considerado como perigoso ou errado.

Saudações Autocaravanistas

José Ramos

Boa tarde
Cuidado com a afirmação de que tudo à volta da sua AC é "o seu quintal", Sr. ramosj.
Depende do local. Na via pública, só o que está dentro das "quatro paredes" da sua AC é "seu. Cá fora, na via pública, é de todos.
Mas entendo o que quer dizer. Só a afirmação é "perigosa".
Registado
tapada
Visitante
« Responder #10 em: 14 Mai 2007, 12:01 »

Boa tarde
Cuidado com a afirmação de que tudo à volta da sua AC é "o seu quintal", Sr. ramosj.
Depende do local. Na via pública, só o que está dentro das "quatro paredes" da sua AC é "seu. Cá fora, na via pública, é de todos.
Mas entendo o que quer dizer. Só a afirmação é "perigosa".
Registado
Joao Baptista
Visitante
« Responder #9 em: 13 Mai 2007, 14:00 »

CONCORDO
Registado
Jocavelino
Visitante
« Responder #8 em: 02 Mai 2007, 14:30 »

Caro ramosj vejo que temos muito em comum mas peço que me contacte através de : jocavelino@hotmail.com  assim poderemos comunicar e que sabe combinar-mos encontro algures neste país (porque não temos outro) para falar-mos um bocado.
Fiquem ambos muito bem que eu tambem vou tentar fazer o mesmo.
Xau.
« Última modificação: 02 Mai 2007, 14:43 por Jocavelino » Registado
ramosj
Visitante
« Responder #7 em: 02 Mai 2007, 11:45 »

Boas,

Sou novato aqui no Clube, mas já antes me pautava por comportamentos semelhantes aos referidos nesta Cartilha. Aquilo que penso é que tudo à volta da minha AC é o meu quintal, o meu Jardim! Ora como não gosto de ver lixo no meu Jardim também não sujo o Jardim da minha Lady Caracol!!

Ainda antes de ser autocaravanista costuma ir fazer umas merendas com a família. Tal nessa altura como hoje nunca o fiz fora dos locais próprios. Hoje tenho a vantagem de o poder fazer em quase qualquer lado. É claro que dentro da minha Lady Caracol!!!

Por tudo isto concordo com estas normas de conduta dos Autocaravanistas.

Cumprimentos Autocaravanistas

José Ramos
Registado
Joao Baptista
Visitante
« Responder #6 em: 01 Mai 2007, 00:27 »

Tenho alguma dificuldade em conseguir registar-me .Sou soçio a 4 anos sou o Joao Baptista ex.colega do Ruy Figueiredo e concordo em absoluto com cartilha em faça campismo a muitos anos.
Registado
Kunha e Kosta
Membro Júnior
**
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 15

: Abr, 2007


WWW
« Responder #5 em: 01 Mai 2007, 00:09 »

Caros Companheiros desta viagens,
penso que poderei tratar desta forma  os participantes no Forum.
Sou novato no autocaravanismo, mas tenho já alguma experiencia de viagens de turismo como campista.
Eu e a minha familia temos calcorreado muitos kilometros por outras terras e temos conhecido varias realidades no que diz respeito ao campismo e autocaranismo.Há situações desagradaveis em Portugal como as há noutros paises,para que os autocaravanistas Portugueses sejam cada vez mais respeitados no seu país como noutros  terá que haver uma Cartilha ou manual de indicações.
Portanto sou totalmente a favor da proposta da Cartilha. Cheesy
Registado

Vítor Cunha e Costa
Benavente

http://viagensporcaeporla.blogspot.com
Jocavelino
Visitante
« Responder #4 em: 26 Abr 2007, 22:44 »

Grato pela atenção despendida afinal sou só um novato e ainda por cima não filiado mas como o forum está aberto a todos aproveitei para dar uma dentada na maçã.
Não sei se faremos parte do Inatel ou não mas sou sincero gosto de ver os companheiros mais maduros nestas andanças e digo mais não tanto dos tugas mas mais dos estrangeiros porque são pessoas que falam conosco e não se ficam por detrás das vidraças a observar para criticar ,ou não, dão-se ao comhecimento e nestes 7anos de autocaravanismo é uma grande verdade se tenho tido contacto com companheiros são estrangeiros.
Para já gosto de establecer contacto com eles e depois tenho sido elucidado , abastecimento de águas,descarga de quimicas,pernoitas,etc...,por eles, lacunas que por exemplo em França não existem. Até tem uma revista tipo a nossa dos Parques de Campismo mas só com Areas de serviço e afins.
Porque não levamos mais cutilantemente estas e outras informações aos Vereadores das Camaras Monicipais para que deste modo vejam o que se passa lá fora? queres ver que nós é que somos mais inteligentes?
Tem graça muita gente adora copiar os estrangeiros mas quando toca a certos beneficios é uma treta ninguem se rala com nada.
Como uma parte que já aqui li de um senhor que estava deveras indignado com a presença de auto caravanas proximo do mar. Ora com franqueza será que nos não somos dignos de tal paisagem ou é previlegio dos mais abastados e estrangeiros que praticamente são proprietários do Algarve.
Curioso em Portimão eu e a minha familia mais um companheiro e respectiva familia que nos acompanhava fomos a um Bar e ,isto é a mais pura das verdades, se eu não falasse Inglês fluentemente tinamos morrido á sede porque os empregados, mas todos, não falavam Portugues.
Enfim
Mas se me deixarem ainda voltarei ,outro dia , ao dialogo e partilhar experiencias com todos os que quiserem me ouvir.
Boas viajens e um muito bem hajam.
Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #3 em: 26 Abr 2007, 21:00 »

Companheiro Jocavelino,

Bem-vindo à conversa e obrigado por ter partilhado connosco a sua opinião e pelas sugestões que fez.
Quanto à etiqueta elitista, compreendo-o, mas a percepção que tenho é de que o problema não é a população ter de nós uma imagem de ricos e intelectualóides. O problema é que nos vê como ciganos e porcos, sem um mínimo de civilidade.
Enquanto assim for, eu acho que nos convém esticar a corda para o outro lado, afirmando que somos turistas como os outros (que também não são todos ricos, mas é a imagem que deles se construiu).
Afinal, como alguém já por aqui disse, os autocaravanistas não são uma secção do INATEL. Ou será que são?
Registado
Jocavelino
Visitante
« Responder #2 em: 26 Abr 2007, 18:18 »

Caro Raul Lopes  é com grande agrado que vejo esta vossa iniciativa de dar a conhecer aos demais utentes das vias públicas quem somos.
Mas como sempre existe um mas não estou de acordo com o ar elitista que se está a dar á coisa enfim e passo a explicar:
Já li algures que nós os autocaravanistas somos embaixadores da cultura e tal e que por onde passamos fazemos muita despesa ora isto não é verdade e toda a gente sabe disso.
Como é possivel assim ser se grande parte dos nossos autocaravanistas são pessoas de idade, que felizmente ainda estão fora dos Lares de 3ª idade, e assim espero que continuem.
Ora não será altura de chamar os Bois pelos cornos?
È claro que a maioria das pessoas desconheçe o funcionamento das Autocaravanas e proponho, e isso sim, que nos debatamos pela legalidade e contra a discriminação que estamos sujeitos.
Eu sei que dar hipotese a partidos para se mesclarem neste organização, quem diz esta diz todas, como por exemplo Os Verdes ou quaisquer outras organizações de cariz ecologista é uma menos valia pelas possiveis conotações depois atribuidas, mas qualquer carro precisa de motor de arranque ou então empurrasse só que para empurrar são precisos muitos desta forma é só dar ao starter, isto é a minha opinião vale o que vale mas não deixa de ser uma forma de ver a coisa.
Outra das minhas propostas é em horario nobre televisivo as empresas comerciantes de autocaravanas, que até fazem algum lucro não é verdade se associem e lancem uns videos explicativos do funcionamento das autocaravanas e como ,havendo condições, são limpas e ecologistas.
Sem mais me despeço e espero fazer desta minha ideia baluarte e quem sabe escrever nas traseiras das nossas autocaravanas a seguinte frase:
Este veiculo não é feito de CIMENTO.
Muito obrigado.
Bem Hajam
Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #1 em: 16 Set 2006, 18:44 »

Como é sabido, a Direcção do CPA adoptou a Cartilha do Autocaravanista como código de referência comportamental dos autocaravanistas.
Apesar disso, a sua opinião sobre o assunto é importante: manifeste-a votando. Basta um clique!
Registado
Raul Lopes
Visitante
« em: 03 Jan 2006, 20:31 »

Proposta
de
Cartilha do Autocaravanista:
 respeitar para poder exigir ser respeitado

I – Os autocaravanistas têm direito:
1.   Ao bom nome e a gozar de uma imagem social dignificante, já que voluntariamente se obrigam a cumprir com as obrigações instituídas nesta Carta de direitos e obrigações do autocaravanista.
2.   A usufruir da natureza, no escrupuloso respeito pela preservação do seu equilíbrio ecológico.
3.   A circular e estacionar as suas autocaravanas nas aldeias, vilas e cidades do mundo inteiro, no respeito pelos regulamentos de trânsito legalmente instituídos.
4.   A não ser discriminados e a exigir ver respeitados os seus direitos por parte das autoridades político-administrativas, autoridades policiais, comerciantes de autocaravanas, operadores turísticos, bem como pelos outros autocaravanistas.

II – Em contrapartida dos direitos definidos na secção anterior, os autocaravanistas obrigam-se a adoptar as seguintes normas de conduta:
1.   Respeitar rigorosamente a regulamentação de estacionamento dos veículos automóveis ligeiros e, adicionalmente, estacionar sem perturbar: a segurança do tráfego, a segurança dos peões, a visibilidade de estabelecimentos comerciais, de monumentos ou de residências particulares.
2.   Quando estacionada a autocaravana no espaço público no respeito pelo número anterior, os autocaravanistas têm o direito de aí pernoitar, mas não podem acampar. Entende-se por acampar a ocupação por parte da autocaravana de um espaço que vá para além do seu perímetro, salvaguardados os elementos salientes autorizados, como espelhos, porta-bicicletas, etc. Considera-se ocupação do espaço extravasando o perímetro do veículo situações como a abertura de janelas para o exterior, o uso exterior de toldos, estendais, fogueireiros, mesas, cadeiras e similares.
3.   Não acampar fora dos parques de campismo ou de outras áreas expressamente autorizadas para o efeito. Ao usarem parques de campismo, os autocaravanistas devem dar prioridade àqueles que se dotaram de condições adequadas ao acolhimento de autocaravanas, sejam em termos de espaço de instalação e de condições de circulação interna, seja em termos de equipamentos, nomeadamente a existência de uma área de serviço adequada às autocaravanas.
4.   Despejar as sanitas apenas no WC-quimic e não na sarjeta, no chão ... Após o despejo o autocaravanista deverá deixar limpo o local, missão facilitada se for usado um dos líquidos diluentes para sanita existentes no mercado.
5.   Despejar os depósitos de águas sabonetadas  apenas nas áreas de serviço para autocaravanas. Na ausência destas tais despejos poderão fazer-se nas sarjetas, mas nunca no solo, muito menos ao longo da estrada.
6.   Deixar escrupulosamente limpo o local onde estacionou ou acampou, colocando o lixo nos recipientes adequados, ainda que tenha de o transportar consigo devidamente acondicionado em sacos de plástico.
7.   Não usar geradores, TV, rádios ou quaisquer outros equipamentos em circunstâncias que possam gerar ruído audível por quem esteja no exterior da autocaravana. Adicionalmente, a buzina da autocaravana só deve ser usada nas situações absolutamente indispensáveis, nunca como forma de chamamento, ...
8.   Assegurar que os animais de companhia transportados não incomodem terceiros e providenciar para que as suas necessidades biológicas sejam feitas sem prejuízo de outrem, nomeadamente recolhendo os seus excrementos e não deixando que conspurquem o equipamento ou o espaço ocupado por outras pessoas.
9.   Ser simpático com as pessoas que o acolhem nas diferentes localidades que visita.
10.   Facilitar a condução aos outros condutores na Estrada, cumprimentar e ser solidário com outros autocaravanistas com que cruze.

O autocaravanista merecedor de tal designação obriga-se ainda a chamar a atenção e/ou a repreender o comportamento de eventuais utilizadores de autocaravanas que não respeitem as regras aqui consagradas, porquanto tal sujeito estará a pôr em causa o direito ao bom nome colectivo dos autocaravanistas consagrado no número 1 desta carta de direitos e obrigações.
« Última modificação: 03 Jan 2006, 20:38 por Raul Lopes » Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
Imprimir
 
Ir para: