Páginas: [1]   Ir para o fundo
Imprimir
Autor Tópico: Roteiros para passeios em Espaço RURAL  (Lida 4051 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Mário Caxias
Sócio do CPA
Membro de Mérito
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 316

: Fev, 2006


Sócio Nº 26


« Responder #10 em: 12 Nov 2006, 23:15 »

Caro José Queirós e demais foristas interessados em viajar pelas margens do rio Douro: já está mais um relato na página "Testemunhos de Viagem" do nosso portal.
Registado

Mário Caxias
Lisboa
Mário Caxias
Sócio do CPA
Membro de Mérito
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 316

: Fev, 2006


Sócio Nº 26


« Responder #9 em: 19 Out 2006, 11:26 »

Caro José Queirós, ainda relativamente à sua mensagem inicial neste tópico, é provável que dentro de dias esteja disponível em "Testemunhos de Viagem" deste portal uma outra crónica sobre o Douro, esta entre Castelo de Paiva e um pouco a montante da Régua.
Boa viagem, e recolha algumas fotografias para o nosso álbum, sff!
Registado

Mário Caxias
Lisboa
Raul Lopes
Visitante
« Responder #8 em: 15 Out 2006, 22:44 »

Para algumas sugestões de passeio Tejo acima, consulte este tópico:

http://cpa-autocaravanas.com/forum/index.php/topic,472.0.html
Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #7 em: 15 Out 2006, 21:55 »

O Vale do Côa e Alto Douro contém excelentes propostas de viagem turística. Espreite:

http://valecoadouro.lac.pt/index.php?obj=front&action=rub_index&rub_id=54
Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #6 em: 15 Out 2006, 21:48 »

Transcrevo aqui os 
Mandamentos do Turismo Ambiental
 
definidos pela Liga dos Amigos de Conimbriga: www.lac.pt
 
1. Conhecer a evolução natural e histórica da regia que se  quer visitar.

2. Evitar os veículos todo o terreno, utilizando-os apenas como meio de aproximação aos percursos pedestres.

3. Respeitar as áreas protegidas e as reservas biológicas.

4. Não amputar o património, natural ou cultural, de qualquer espécie ou vestígio.

5. Não fazer fogo nem poluir as águas.

6. Não deixar lixo e evitar as embalagens não recicláveis pela natureza.

7. Preferir os empreendimentos turísticos com menor impacto ambiental.

8. Preferir os produtos locais para consumo próprio ou oferta.

9. Utilizar a viagem em família como meio de enriquecimento afectivo, ético e cultural.

10. Percorrer cada itinerário com o coração aberto à inteligência das coisas e a gravidade dos problemas.
 
« Última modificação: 15 Out 2006, 21:57 por Raul Lopes » Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #5 em: 15 Out 2006, 21:42 »

Para abrir este tópico aqui fica um link com excelentes sugestões de viagem pelas Terras de Sicó:
http://terrassico.lac.pt/index.php?obj=front&action=rub_index&rub_id=156
« Última modificação: 15 Out 2006, 21:59 por Raul Lopes » Registado
Mário Caxias
Sócio do CPA
Membro de Mérito
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 316

: Fev, 2006


Sócio Nº 26


« Responder #4 em: 12 Out 2006, 09:12 »

Caro José Queirós, creio que ainda não é sócio, não é?
Em complemento da informação de anteontem, tenho uma interessante reportagem de jornal regional, da zona mais a juzante do rio, mas assim não tenho contacto para lha enviar.
Até breve.
Registado

Mário Caxias
Lisboa
Mário Caxias
Sócio do CPA
Membro de Mérito
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 316

: Fev, 2006


Sócio Nº 26


« Responder #3 em: 10 Out 2006, 22:57 »

Caro José Queirós:
Visitar o Douro é sempre uma fonte de surpresas!
Em complemento dos tópicos do Raúl Lopes, sugiro que aceda à página "Testemunhos de Viagens" do nosso portal, e leia o relato "À Descoberta de Montes e Vales do Alto Douro" na secção 1.  Se pretender a descrição pormenorizada do itinerário, diga-me que envio-lha com pena de não poder acompanhá-lo.  Neste itinerário passam-se por estradas com declives acentuados, mas a qualidade do piso é boa na generalidade.
Se aprecia de vez em quando ficar em parques de campismo, sugiro os de Vila Flor e o de Mogadouro (este tem balneários aquecidos).
E envie-nos uma fotografias do seu passeio, além de, claro, nos relatar as suas impressões!
Registado

Mário Caxias
Lisboa
José Queirós
Visitante
« Responder #2 em: 09 Out 2006, 21:42 »

Obrigado, caro companheiro.

Um abraço

José Queirós
Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #1 em: 09 Out 2006, 18:51 »

Companheiro José,

Enquanto outros se não decidem a partilhar consigo o conhecimento que têm da zona, deixo-lhe aqui algumas dicas.

Régua. O cais, do lado oeste, parece-me um bom sítio para pernoitar. A partir daqui vale a pena viajar no velho comboio a vapor e/ou subir o rio de cruzeiro. Mas atenção: precisará de fazer a reserva com antecedência.

Da Régua sugiro-lhe que rume a V N Foz-Côa por S. João da Pesqueira.  Pelo caminho vá devagar para usufruir da inigualável paisagem das encontas do Douro. Agende uma visita às caves de alguma adega, mas não deixe de visitar a adega cooperativa de F.côa para se deleitar com um bom vinho a preço muito aceitável.
Pode pernoitar na área de AC de Freixo de Nomão mas não parta de F.Côa sem passar pelas lojas de queijos e enxidos que estão ao fundo da av. principal, do lado que está fechado ao trânsito. Claro que a visita às pinturas rupestres é obrigatória, mas tem que fazer previamente a marcação.
Daqui eu partiria para Vila Flôr onde pode sempre saborear uma refeição com sabor caseiro num dos pequenos restaurantes  (tascas!) que ficam nas ruelas traseiras do núcleo central da vila.
De vila Flor o destino só pode ser uma posta de Mirandela ou uma incusão pelo Parque Natural do douro Internacional. Se aprecia a natureza não se arrependerá de seguir pelo Mogadouro (onde pode visitar a sede do Parque) e rumar a Miranda do Douro.  Quanto mais secundárias forem as estradas por que vá, mais desfrutará. Na generalidade destas aldeias poderá dormir sem problema. Recomendo a Bemposta, até porque por aqui se luta por preservar uma espécie de burro que é nativa da zona e está ameaçada de extinção.
Claro que se quiser saborear todo o explendor do Parque Natural pode, de Foz Côa, dirigir-se logo a Freixo de Espada à Cinta em lugar de ir a vila Flôr.

Uma vez em Miranda do Douro é obrigatório subir ao logadouro da igreja e depois descer ao cais para subir de barco um pequeno troço do Douro na zona por onde costumam nidificar várias espécies de aves rapina.

Bom, acho que fico por aqui. Outros mais conhecedores que contribuam para tornar a sua viagem numa boa viagem.
Atenção ao tempo disponível. Por estes lados os dias passam depressa.

Espero que estas dicas lhe sirvam para alguma coisa e que faça uma boa viagem.

No site, secção Informação Turística, encontrará alguns links com informação útil para a programação de uma viagem por estes lados.

 
« Última modificação: 09 Out 2006, 19:08 por Raul Lopes » Registado
José Queirós
Visitante
« em: 09 Out 2006, 15:21 »

Olá a todos

Tenciono brevemente visitar a Região do Alto Douro, a partir da Regua, e agradecia que me dessem dicas (locais com interesse, sitios para pernoitar, para conhecer a gastronomia local, etc.)

Obrigado e até breve.

José Queirós
« Última modificação: 15 Out 2006, 22:39 por Raul Lopes » Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
Imprimir
 
Ir para: