Páginas: [1]   Ir para o fundo
Imprimir
Autor Tópico: Um testemunho  (Lida 530 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
infoCPA
Administrador
Hero Member
*****
Offline Offline

Mensagens: 1 451

: Dez, 2008



WWW
« em: 21 Jan 2021, 16:03 »

Testemunho

Do nosso associado A Nuno C Santos, que felicitamos, recebemos cópia da mensagem enviada para a câmara de Odemira.

"Tenho 76 anos. Sou associado do Clube Português de Autocaravanas e do Caravan Club inglês.
Aos 15 anos, acampei no Monte de Areia do Portinho da Arrábida, frente à Anicha. Uma canadiana, um calção de banho, uma garrafa de água reabastecida numa fonte local. Não incomodei ninguém, e na vila era  bem vindo e acarinhado pelos (poucos) habitantes. E pelo (pouco) comércio local, onde comprava as latas de sardinha ou salsichas, e pelas tascas onde "petiscava".
Pouco mais acampei (mas acampei !), pois tive a sorte de ter um local no Alentejo onde podia conviver com as pessoas e a Natureza, dormindo debaixo de telha ! E trepar às árvores, e comer fruta directamente da árvore. E tomar banho nas "presas", ou banho de "celha e balde". Ou ser convidado para partilhar uma refeição de uma batata e uma sardinha. Que eram um banquete, pelo molho de amizade que acompanhavam !
Aos 30 anos, casado e com descendência, mas cada vez mais amante da natureza e da Humanidade, tornei-me caravanista. Quase sempre fixo, para os fins de semana. Maioritariamente em parques de campismo, pela comodidade do aquecimento eléctrico no inverno, e pelos banhos quentes todo o ano. Poucas refeições confeccionadas no equipamento, quer pela comodidade, quer pelo contacto com os locais. Nos vários parques, muitos invernos como utente único. Sempre acarinhado pela população local e pela restauração, onde aprendi a adorar a culinária das muitas e várias regiões por onde passei. Não me recordo de uma única reclamação ou mesmo só critica.
Aos 60 anos, "virei" Autocaravanista. Até hoje !
Nunca fiz um despejo de águas negras fora do sítio. "Acampei" muitas vezes - abri o toldo, pus mesa e cadeiras cá fora. Raramente ou nunca cozinhei. Que eu saiba, nunca incomodei ninguém !
Fui passar 15 dias em UK num natal, visitando uns netos. Estacionando e dormindo nas traseiras da casa. Acabei por visitar todo o país, mais Wales, durante 3 meses. Quase exclusivamente em parques de campismo. Mas por exemplo em Denham, aconselho o restaurante pub Green Man, onde tomei as refeições todas durante 3 ou 4 dias, e me disseram para voltar sempre !
E agora, em dezembro, estive em Serpa, mais de uma semana, onde aconselho o restaurante Molhó Bico, ou o Engrola, ou A Piscina, este a 200m do Parque de Campismo. Quando me vim embora, no restaurante esplanada onde diariamente tomei o pequeno almoço, despediram-se com um abraço e um "volte sempre, que é bem-vindo".
 Conheço Odemira, mais as praias e toda a região em redor. Sempre fui bem acolhido.
Tenho uma Autocaravana. Não uma roulote. Se não posso usar, desfaço-me dela. Quem fica a perder são principalmente o comércio e hotelaria/restauração. Aos 76 anos fico por casa. Tenho excelentes restaurantes e tasquinhas na minha zona. Tenho praias. Tenho panoramas de tirar o fôlego. Para quê ser incomodado por ignorantes prepotentes ?
Mas agora, a Odemira, de que gostava, garanto que não volto. Respeitando os outros, tenho o direito de ser respeitado ! Se não posso pernoitar em Odemira, após um bom jantar, tenho muitos outros sítios onde descansar, antes de me dirigir a um parque de campismo.
E já agora, é pelo menos estupidez ou ignorância pacóvia esta "legislação", agravada pela incompreensão de alguns municípios. Criar áreas para CHAMAR autocaravanistas é fácil e barato. E eles agradecem. Fazer cumprir as leis já existentes punindo quem abusa, por desconhecimento ou má fé, nem sequer tem custos. Pior ainda se incentivando "vingadores" populares de paus e pedras. Pelo contrário. Uma chamada de atenção pelas autoridades para as diferenças entre estacionar ou acampar, ou aconselhamento de melhores locais para ficar, etc, só beneficia as localidades. E se for comigo, eu agradeço. A prepotência punitiva tipo "licença de isqueiro" salazarenta e pidesca, só afasta e indispõe os visitantes.
Como orgulhosamente alentejano, dói ver o meu "país" proceder assim !
Ass: A Nuno C Santos
Enviado do meu iPad"


a direção
« Última modificação: 21 Jan 2021, 16:09 por infoCPA » Registado

Associação Autocaravanista de Portugal - CPA
Portugal
Páginas: [1]   Ir para o topo
Imprimir
 
Ir para: