Páginas: [1]   Ir para o fundo
Imprimir
Autor Tópico: Preços e características de autocaravanas: compare antes de comprar  (Lida 4245 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Raul Lopes
Visitante
« Responder #9 em: 25 Ago 2006, 16:26 »

Antes de comprar uma autocaravana, várias são as coisas que importa acautelar. Outros melhor do que eu poderão falar dos cuidados a ter aquando da compra de uma AC.

Para ajudar deixo aqui um site com informação sobre preços de AC (preços em Espanha!) e outro que permite fazer a comparação técnica entre dois modelos:

Registado
Decas
Visitante
« Responder #8 em: 18 Fev 2006, 21:36 »

Olá Companheiros,

Dos ótimos posts deixados nesta secção também aqui fiz uma compilação das ideias, pois me parecem bastante importantes. Apesar de ficar um post longo é bastante útil, para quem tiver dúvidas.

- Qual é o tipo de utilização que estamos a planear fazer da AC ?

a) - De um modo geral, quando se compra uma AC pretende-se sempre utilizá-la de modo itinerante...  Mas, mesmo sendo assim, haverá quem pretenda passar mais tempo "na estrada" e quem pretenda priveligiar as paragens.
Este tipo diferente de utilização tem algum impacto na escolha.

a1) - Quando se priveligia as deslocações, haverá que dar mais atenção ao conforto em viagem e à simplicidade das transformações a fazer para a adaptação à situação de paragem ( coisas tipo:  As camas exigem manipulações complicadas para poderem ser utilizadas, após uma viagem ?  O espaço da "sala de estar" exige manipulações complicadas para ser utilizado ? ).
Neste caso, será também mais importante que o veículo e, nomeadamente, a sua motorização, seja adequada a uma utilização mais intensa em estrada.

a2) - Quando se prevê a permanência por períodos mais longos no mesmo sítio, o conforto em viagem, apesar de continuar a ser importante, já o é menos.  Neste caso assume maior importância o conforto numa utilização "estática".  Os parametros a ser cuidadosamente analisados são, prioritáriamente, a facilidade da transformação "dia/noite" ( ter, por exemplo, atenção ao trabalho que exige a instalação das camas, sempre que elas não possam (ou não devam...) ficar instaladas durante o dia ) e a correcta distribuição do espaço disponível.

b) - Prevê-se uma uma utilização que priveligie a não utilização de Parques de Campismo, ou, pelo contrário, pretende-se utilizar estas estruturas de apoio frequentemente ?

b1) - Não pretendendo utilizar Parques de Campismo ou, pelo menos, fazê-lo de modo muito esporádico, a casa de banho e a autonomia (quer em termos de água limpa quer em termos de águas residuais ) assumem uma importância maior.

b2) - Sempre que se preveja uma utilização frequente de Parques de Campismo, a casa de banho e a autonomia já não serão tão importantes (dado que existe a facilidade de utilização dos equipamentos do Parque ) e poderão assumir uma importância maior aspectos como a cozinha ou a "sala de estar".

c) - Uma utilização que esteja vocacionada para a circulação (e o estacionamento... ) em zonas grandemente populadas ( como seja o caso das grandes cidades ) e/ou o acesso a "locais perdidos no meio de nenhures" ( cujo acesso é em muitos casos feito atraves de estradas muito secundárias - estreitas e com curvas apertadas ) deverá levar-nos a priveligiar a escolha de uma AC compacta, que facilite as manobras e a circulação em zonas mais complicadas.

- Com "capucino" ou sem ?

d1) - Também aqui a "escolha certa" depende das prioridades de cada um...
A existência do "capucino" permite aproveitar um espaço que nos outros casos fica quase desaproveitado.  Permite ainda dispor de (pelo menos) uma cama sempre feita e serve ainda para arrumar uma série de "tralha" durante o dia.
Por outro lado, a sua existência aumenta a resistência do ar em andamento, obrigando normalmente a motorizações mais potentes, e incrementa as dificuldades causadas pela altura da AC.

d2) - A existência de "capucino" dificulta ainda (muitas vezes) a passagem cabine/zona habitável.

- Dimensões e parqueamento:

e1) - Será também bom que se pense previamente onde se vai deixar a AC nos períodos em que não a vamos utilizar.   Consoante o local, poderemos ter limitações em termos de altura, largura ou comprimento.
É sempre desagradável comprar uma AC e, depois, chegarmos à conclusão de que não a podemos guardar onde estava planeado porque não cabe...

e2) - Considero também que deve ser pensado e escolhido um local que permita guardar a AC de modo a que fique abrigada.   A solução de a deixar na rua ou num outro local onde fique permanentemente exposta aos rigores do tempo ( chuva e sol intenso ) deverá ser, tanto quanto possível, evitada, uma vez que a sua exposição ao tempo acelera de modo bastante acentuado a sua degradação.

- Para finalizar, algumas considerações mais gerais:

f1) - Ver o que é mais importante para cada um:  uma boa "sala de estar", uma cozinha agradável e espaçosa, uma casa de banho espaçosa, camas sempre feitas, espaço para arrumar muita "tralha", etc.
Uma AC dispõe sempre de um espaço limitado (mesmo que seja um modelo grande !) e, por isso, há sempre coisas que são privilegiadas na atribuição do espaço disponível e outras que acabam por ficar desfavorecidas...

f2) - Também a utilização intensa no Inverno deverá alertar-nos para a necessidade de prestar uma atenção especial à qualidade do isolamento e à eficácia do sistema de aquecimento.
f3)ponderem a configuração da "garagem" em função do tipo de coisas que planeiam transportar. Não vão à posteriori pensar: se eu tivesse comprado o outro modelo agora podia levar a minha scotter na garagem ...
f4) se tiverem mais do que um filho, pensem que eles vão ter que partilhar a mesma cama, e como tal talvez seja bom saber o que eles pensam sobre isso.

f5) Se caso contrário optarem por um modelo de beliches, verifiquem se os mesmos são de um bom tamanho, e não reduzido, porque as crianças, crescem mais depressa do que pensamos.

f6) Um aspecto que considero também importante, é verificar se as torneiras são do tipo mono comando, pois estas sempre permitem poupar alguma água.

f7) Se se pensar em usar bastante frescos (principalmente quando a família é grande), se calhar vale pena preferir um modelo com frigorífico com congelador separado, que a capacidade sempre é superior.

f8) Pensem sempre se um determinado acessório, será ou não útil, antes de optarem por ele. Por exemplo um forno, poderá ser relativamente útil para alguns, mas inútil para outros que raramente estão muito tempo parado, optando normalmente por comida mais pratica, do que a que será feita no forno.

f9) Por último eu diria, se estão indecisos, entre dois modelos muito semelhantes, optem pela que tem a casa de banho maior. A casa de banho é um local muito importante, e imaginem que chegam molhados da rua, poderão lá deixar o calçado ou os casacos encharcados, e nessa altura vão dar valor à escolha.

 
Registado
fluis
Visitante
« Responder #7 em: 17 Jan 2006, 19:20 »

Boa tarde,

Depois do excelente e completo post  do Rui Martins, e do que já foi dito pelo Raul é que ficou por dizer?  Huh
Humm, pouco ou nada.  Grin

- Talvez acrescentar, que se optarem, por um modelo de garagem para levar a “scooter”(como diz o Raul), se tiverem mais do que um filho, pensem que eles vão ter que partilhar a mesma cama, e como tal talvez seja bom saber o que eles pensam sobre isso. Wink

- Se caso contrário optarem por um modelo de beliches, verifiquem se os mesmos são de um bom tamanho, e não reduzido, porque as crianças, crescem mais depressa do que pensamos. Grin

- Um aspecto que considero também importante, é verificar se as torneiras são do tipo mono comando, pois estas sempre permitem poupar alguma água.

- Se se pensar em usar bastante frescos (principalmente quando a família é grande), se calhar vale pena preferir um modelo com frigorífico com congelador separado, que a capacidade sempre é superior.

- Pensem sempre se um determinado acessório, será ou não útil, antes de optarem por ele. Por exemplo um forno, poderá ser relativamente útil para alguns, mas inútil para outros que raramente estão muito tempo parado, optando normalmente por comida mais pratica, do que a que será feita no forno.

- Por último eu diria, se estão indecisos, entre dois modelos muito semelhantes, optem pela que tem a casa de banho maior. A casa de banho é um local muito importante, e imaginem que chegam molhados da rua, poderão lá deixar o calçado ou os casacos encharcados, e nessa altura vão dar valor à escolha.
Registado
Decas
Visitante
« Responder #6 em: 17 Jan 2006, 17:07 »

Um Olá a todos e um especial ao Rui Martins

Congratulo o Rui pela dedicação e tempo dispendido na resposta ao tópico que lancei. Parece-me ser um problema que se põe a quem quer iniciar o autocaravanismo e dele tem pouca informação.

Pela qualidade da resposta achava que deveria ser publicada no boletim do CPA, já que ouvi dizer existirem sócios sem autocaravana, e que mais tarde poderão vir a adquirir, no site do CPA, no site da FCMP na secção de autocaravanismo - tópico Como Iniciar e se calhar noutras revistas ou artigos da especialidade.

Juntando talvez outras achegas que já foram dadas e tratando o texto como notícia, acho que poderia ser um bom contributo para os futuros autocaravanistas.

Mais uma vez obrigada Rui pelo exaustivo esclarecimento e lançaria aqui a ideia, de todas as respostas com qualidade fossem de futuro remetidas, para os sitios onde poderão ser lidos por todos
« Última modificação: 17 Jan 2006, 17:08 por Decas » Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #5 em: 17 Jan 2006, 13:15 »

Companheiros,

Volto à carga apenas para chamar a atenção para a mensagem do Rui Martins: a mesagem é longa mas não deixem de a ler, a explicação é de mestre.

À lista do Rui apenas me permito acrescentar uma: ponderem a configuração da "garagem" em função do tipo de coisas que planeiam transportar. Não vão à posteriori pensar: se eu tivesse comprado o outro modelo agora podia levar a minha scotter na garagem ...
Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #4 em: 17 Jan 2006, 12:33 »

Na minha anterior mensagem aconselhei a que se ponderasse bem antes de comprar uma AC. Não me interpretem mal, com isso não quis dizer que o autocaravanismo só está ao alcance dos deuses. Quem tem experiência e gosto pelo campismo não terá qualquer problema. Para os outros pode revelar-se mais complicado.
Só quis alertar para evitar situações do tipo desta:
Num fim-de-semana em que chovia copiosamente encontrei-me num parque de campismo com um casal, cuja idade deveria rondar os 65 anos, a almoçar em cima dos caldeiros do lixo na entrada dos WC.
Porquê? Porque era o único síto onde não chovia e as pobres criaturas com um tempo daqueles tinham vindo de tendinha acampar pela primeira vez: "para experimentar e ver se gostavamos".
Estas experiências podem ser traumatizantes e coisas do género podem passar-se com uma AC, que não é o mesmo que uma suite de hotel onde se toma banho em banheira de jacuzzi e, se aparecer uma melga no quarto dá direito a reclamação.
Registado
rui_martins
Visitante
« Responder #3 em: 17 Jan 2006, 12:30 »

Olá,

Estando inteiramente de acordo com os "posts" anteriores, do "TopDriver" e Raul Lopes, gostaria de deixar aqui mais umas "achas para a fogueira"...

Como foi dito, a decisão de comprar uma AC e a sua escolha não é algo que deva ser feito de ânimo leve e sem um mínimo de cuidado.  Impõe-se, por isso, uma análise tão cuidada quanto possível.

Deixo aqui uma pequena lista (necessariamente incompleta...) de aspectos que devem ser ponderados:

- Qual é o tipo de utilização que estamos a planear fazer da AC ?

a) - De um modo geral, quando se compra uma AC pretende-se sempre utilizá-la de modo itinerante...  Mas, mesmo sendo assim, haverá quem pretenda passar mais tempo "na estrada" e quem pretenda priveligiar as paragens.
Este tipo diferente de utilização tem algum impacto na escolha.

a1) - Quando se priveligia as deslocações, haverá que dar mais atenção ao conforto em viagem e à simplicidade das transformações a fazer para a adaptação à situação de paragem ( coisas tipo:  As camas exigem manipulações complicadas para poderem ser utilizadas, após uma viagem ?  O espaço da "sala de estar" exige manipulações complicadas para ser utilizado ? ).
Neste caso, será também mais importante que o veículo e, nomeadamente, a sua motorização, seja adequada a uma utilização mais intensa em estrada.

a2) - Quando se prevê a permanência por períodos mais longos no mesmo sítio, o conforto em viagem, apesar de continuar a ser importante, já o é menos.  Neste caso assume maior importância o conforto numa utilização "estática".  Os parametros a ser cuidadosamente analisados são, prioritáriamente, a facilidade da transformação "dia/noite" ( ter, por exemplo, atenção ao trabalho que exige a instalação das camas, sempre que elas não possam (ou não devam...) ficar instaladas durante o dia ) e a correcta distribuição do espaço disponível.

b) - Prevê-se uma uma utilização que priveligie a não utilização de Parques de Campismo, ou, pelo contrário, pretende-se utilizar estas estruturas de apoio frequentemente ?

b1) - Não pretendendo utilizar Parques de Campismo ou, pelo menos, fazê-lo de modo muito esporádico, a casa de banho e a autonomia (quer em termos de água limpa quer em termos de águas residuais ) assumem uma importância maior.

b2) - Sempre que se preveja uma utilização frequente de Parques de Campismo, a casa de banho e a autonomia já não serão tão importantes (dado que existe a facilidade de utilização dos equipamentos do Parque ) e poderão assumir uma importância maior aspectos como a cozinha ou a "sala de estar".

c) - Uma utilização que esteja vocacionada para a circulação (e o estacionamento... ) em zonas grandemente populadas ( como seja o caso das grandes cidades ) e/ou o acesso a "locais perdidos no meio de nenhures" ( cujo acesso é em muitos casos feito atraves de estradas muito secundárias - estreitas e com curvas apertadas ) deverá levar-nos a priveligiar a escolha de uma AC compacta, que facilite as manobras e a circulação em zonas mais complicadas.


- Com "capucino" ou sem ?

d1) - Também aqui a "escolha certa" depende das prioridades de cada um...
A existência do "capucino" permite aproveitar um espaço que nos outros casos fica quase desaproveitado.  Permite ainda dispor de (pelo menos) uma cama sempre feita e serve ainda para arrumar uma série de "tralha" durante o dia.
Por outro lado, a sua existência aumenta a resistência do ar em andamento, obrigando normalmente a motorizações mais potentes, e incrementa as dificuldades causadas pela altura da AC.

d2) - A existência de "capucino" dificulta ainda (muitas vezes) a passagem cabine/zona habitável.

- Dimensões e parqueamento:

e1) - Será também bom que se pense previamente onde se vai deixar a AC nos períodos em que não a vamos utilizar.   Consoante o local, poderemos ter limitações em termos de altura, largura ou comprimento.
É sempre desagradável comprar uma AC e, depois, chegarmos à conclusão de que não a podemos guardar onde estava planeado porque não cabe...

e2) - Considero também que deve ser pensado e escolhido um local que permita guardar a AC de modo a que fique abrigada.   A solução de a deixar na rua ou num outro local onde fique permanentemente exposta aos rigores do tempo ( chuva e sol intenso ) deverá ser, tanto quanto possível, evitada, uma vez que a sua exposição ao tempo acelera de modo bastante acentuado a sua degradação.

- Para finalizar, algumas considerações mais gerais:

f1) - Ver o que é mais importante para cada um:  uma boa "sala de estar", uma cozinha agradável e espaçosa, uma casa de banho espaçosa, camas sempre feitas, espaço para arrumar muita "tralha", etc.
Uma AC dispõe sempre de um espaço limitado (mesmo que seja um modelo grande !) e, por isso, há sempre coisas que são priveligiadas na atribuição do espaço disponível e outras que acabam por ficar desfavorecidas...

f2) - Também a utilização intensa no Inverno deverá alertar-nos para a necessidade de prestar uma atenção especial à qualidade do isolamento e à eficácia do sistema de aquecimento.

Como disse no início, estas são apenas alguns dos aspectos que, na minha opinião, devem ser bem analisados antes da aquisição de uma AC.  Vários outros haverá que não foram focados, porque não me lembrei ou porque considerei menos importantes e resolvi não alongar um "post" que já vai muito longo.

Um abraço amigo,

Rui Martins
Braga
Registado
TOPDRIVER
Visitante
« Responder #2 em: 17 Jan 2006, 01:03 »

Boa Noite,

O Raul com a resposta que deu, sintetizou tudo aquilo que normalmente nós sentimos quado compramos a primeira AC. E normalmente o que acontece, é que para nós, a AC perfeita é sempre a que vamos comprar a seguir!!
E uma grande verdade que disse é que normalmente os vendedores nunca são autocaravanistas, por isso a melhor opinião é de quem tem e não de quem as vende. Só que nós só descobrimos isso quando já é tarde de mais.
Básicamente é aquilo que o Raul diz, cada caso é um caso, e como as RentCar têm todo tipo de Ac,s, toca a experimentar todas até se decidir.

T.P.
Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #1 em: 17 Jan 2006, 00:17 »

Decas,

Esta é que creio ser mesmo uma pergunta de difícil resposta, mas pertinente (como de costume).
Difícil, digo, porque entram aqui em jogo muitas questões pessoais, das financeiras às de simples estética.
Assim sendo que conselhos me atrevo a dar?
Essencialmente um: o autocaravanismo é uma maneira de estar na vida, há quem adore e há quem não se adapte ao imprevisto e ao lado prático que o autocaravanismo pressupõe. Por isso, se não tem a certeza, não compre uma AC. Alugue uma e experimente, faça uma viagem com amigos, etc. Depois decida.

Uma vez tomada a decisão, lembraria três pequenas coisas que tendem a passar-nos despercebidos mas que acabam por revelar-se importantes quando viajam mais do que 2 pessoas na AC.
1º- a configuração da ligação entre o habitáculo e a cabine. Os modelos sem divisórias, não só permitem aumentar o espaço útil quando se está parado, como, sobretudo, em viagem facilitam a comunicação entre as pessoas e aumentam o ângulo de visão de quem vai atrás (eu só percebi isso tarde demais).
2º- não ter que usar o espaço da mesa como cama é uma grande vantagem em estrada, pois permite que rapidamente as pessoas se acomodem nas suas camas, mantendo o espaço de "vida social" disponível para o pequeno almoço, ... isto obviamente tem a ver com o número de lugares da AC vs número de ocupantes.
3º - não havendo justificação em função do número de utilizadores para ter uma capuccino, então deve optar por modelos perfilados, pois tornam-se mais económicos (há quem diga que as capucino são mais instáveis, difícies de conduzir,..., mas eu não partilho dessa visão, mas lá que geram mais atrito ao ar, isso sim).

Se eventualmente alguém tropeçar num destes conselhos, poderei tentar explicar melhor.
« Última modificação: 17 Jan 2006, 01:13 por Raul Lopes » Registado
Decas
Visitante
« em: 16 Jan 2006, 18:24 »

Olá companheiros,

Proponho este tópico - se cahar mais uma pergunta difícil - porque para quem compra uma AC pela 1ª vez se calhar tem alguma dificuldade na escolha, e logo a seguir arrepende-se de ter comprado aquela e não a outra.

Ás vezes os próprios vendedores também não são os melhores conselheiros, dado eles próprios não serem Acs. Assim e uma vez que é um material muito desvalorizado, tal como a maior parte das coisas hoje em dia, e porque é de extrema importância a escolha acertada, propunha aos membros mais experientes, que avançassem conselhos a ter nesta 1ª aquisição.
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
Imprimir
 
Ir para: