Páginas: [1]   Ir para o fundo
Imprimir
Autor Tópico: FICM – A SAGA CONTINUA - 1º episódio  (Lida 4726 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
jose_goncalves
Membro de Mérito
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 149

: Dez, 2007



« Responder #13 em: 31 Mai 2011, 14:20 »

Boa tarde Companheiros e Companheiras,

Se, numa primeira fase, entendi não me manifestar sobre a FICM, e sobre a permanência ou não nesta "Federação", por total desconhecimento do assunto;

Se, numa segunda fase, entendi ser errado o procedimento da Direcção deste Clube Português de Autocaravanas ao prestar esclarecimentos sobre decisões que haviam sido tomadas pelos Sócios;

Se, numa terceira fase, entendi que o assunto deveria ter "morrido" quando os Sócios manifestaram a intenção de se excluirem desta "Federação";

Venho agora, em jeito de comentário final, com o assunto já ponderado, dar conhecimento que não são apenas os "portugueses" a estarem descontentes com a dita "Federação" e a ponderarem também a saída desta "Federação".

Aparentemente, parece ter sido tomada a decisão correcta no momento apropriado.

Senão, veja-se o seguinte relato na primeira pessoa:


¿Para que sirve la FICM?
Publicado el Martes, 31 de mayo de 2011 ¬ 7:15h.Caravaning BlogSin comentarios »
La Federation Internationale des Clubs de Motorhomes es una Asociación Internacional sin ánimo de lucro fundada en 1976 con la idea de agrupar bajo un solo manto a los usuarios de los vehículos habitables. Hasta finales de marzo pasado los miembros de pleno derecho eran:

•Fédération Française des Associations et Clubs de Camping – Cars (FFACC) – Francia
•Union Belgue de Motorhomeclubs (UBMC) – Bélgica
•MCC – Reino Unido
•Federation Luxembourgeoise de Motorhomes (FLM) – Luxemburgo
•Reise Mobil-Union (RU) – Alemania
•Camping Car Club Suisse Romande (CCCSR) – Suiza
•Camper Club Italia (CCI) – Italia
•Assoziacione Campeggiatori  Itineranti  (ASSOCAMPI) – Italia
•Federación Española de Asociaciones Autocaravanistas (FEAA) – España
•Clube Português de Autocaravanas (CPA) – Portugal
En total diez asociaciones de nueve países.

A partir de abril los miembros son nueve al sufrir la baja del CPA de Portugal. Las razones que, según su comunicado (2011-14), ha llevado al CPA a darse de baja de la FICM son las siguientes:

En 35 años de existencia no se le conoce a la FICM ninguna otro trabajo más relevante que el de promover los “EUROCCs” y la correspondencia sobre el permiso de conducir vehículos hasta 4200 kilos con una licencia de tipo B.

No está claro que la FICM haya contribuido a dinamizar ninguna acción concertada sobre cualquier aspecto relacionado con el autocaravanismo y, muy especialmente, sobre el estacionar/pernoctar versus acampar.

La cuota por pertenecer ha pasado de 700,00€ anuales a 2.000,00€ en 2010, para, según nuestros compañeros portugueses, no recibir nada a cambio.

Si consideramos que en España, las cuotas que abonan los clubes a la Federación, no llega a los 4.000,00€ en el año 2010, (estimación hecha por aproximación del número de clubes y las cuotas que públicamente se conoce que abonan), podemos comprobar que la mitad se va en pagar la cuota de la FICM.

A esto le debemos añadir los lógicos gastos de representación por asistir a las reuniones en la que como la de Colmar solo se trataron, según nuestro compañeros portugueses, de asuntos burocráticos y de la correspondencia del permiso de clase B para conducir autocaravanas de hasta 4200 kg., aspecto que, por otra parte está muy lejano de poder conseguir. Nos encontramos que las cuotas que pagamos entre todos los clubes van a parar a las arcas de la FICM, una Asociación que ha hecho por España lo miso que por Portugal: absolutamente nada.

Basta prestar atención a los escritos de las páginas que dependen de la página principal de la FICM para percatarse de que no hay absolutamente ningún criterio que defienda los legítimos intereses de los autocaravanistas a nivel europeo ni ningún apoyo de cualquier movimiento reivindicativo a nivel doméstico.

Antes bien, lo intereses que destacan en estas páginas, además del  EUROCC son los Rallys en grupo. Una forma de hacer autocaravanismo elitista y excluyente ya que la filosofía que prevalece es que para acceder a las concentraciones que organizan los clubes afiliados es necesario estar afiliado a un club federado en la FICM.

Existe por otra parte una presión por consumir los “gadgets” que oferta y que sirven principalmente para sacar beneficios económicos. Banderas, escudos o carnets, espacialmente el CCI.

El CCi es un carnet campista que solo sirve para entrar a un camping. Los beneficios que oferta son el de servir de aval para el pago del consumo en el camping, un servicio de poco interés incluso para el campista y un seguro de responsabilidad civil dentro del camping. Un riesgo habitualmente cubierto por el seguro de asistencia en viaje complementario. En cuanto al descuento que hacen los camping, la realidad es que son muy pocos los que fuera de temporada lo hacen (ninguno en temporada alta) y de poco interés para quien no utiliza o utiliza muy poco los camping.

Arsenio Gutiérrez Labayen.

Fuente original: Autocaravanismo Activo.

http://www.caravaningblog.es/%c2%bfpara-que-sirve-la-ficm/

Sem mais comentários, quero aqui agradecer a coragem de romper amarras que hajam que ser rompidas, e o desejo que sejam encontrados rumos que proporcionem a concretização de objectivos concretos que ao Autocaravanismo interessem e apenas a este interessem.

Um abraço e até sempre,
Registado

José Gonçalves
Guimarães
http://ohotelrolante.blogspot.com
ersil
Membro
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 40

: Dez, 2007

Visistante Nº 1376


« Responder #12 em: 16 Mai 2011, 14:59 »

Companheiros
este é o meu ultimo post sobre este tema. Companheiro RicSimões não queira ser mais papista que o papa e não ponha na boca dos outros aquilo que não disseram, leia correctamente o que o companheiro João Abreu escreveu. Depois não entre por esse caminho das guerrinhas por causa de Plataformas e outros quejandos, porque por aí o companheiro só sabe aquilo que lhe contaram, e, há mais verdades e cambiantes que o companheiro não conhece. Para o acalmar garanto-lhe  que os companheiros que vão a ROMA não vão inscritos por nenhum clube português. Esta vitimização sobre a FICM tipo telenovela, e esta é só a minha opinião, vai servir para justificar algo... o quê?
Como atrás disse, este assunto encerrou para mim. Vou para o meu canto, e, seguir o folhetim.

 um abraço
Ernesto Silva

P.S. Companheira Teresa Paiva, a companheira conhece-me, companheiro RicSimões, estou sempre disponível para o diálogo, mas uma das razões porque me inscrevi no CPA era mesmo por estar representado numa organização internacional´representante do autocaravanismo, não do campismo, porque para este caso já estou há muitos muitos anos como sócio do Clube de Campismo do Porto.
Registado

Ernesto Silva
Gondomar
RicSimoes
Visitante
« Responder #11 em: 16 Mai 2011, 14:35 »

Exactamente companheiro Boaventura, a presença nas Assembleias gerais servem exactamente para isso, para aprovar ou desaprovar o que sobe á mesa.
Pena que muitos dos sócios não compareçam ás Assembleias, pois por aqui não podem votar!...independentemente se votam a favor ou contra!

um forte abraço

RicSimões
Registado
Boaventura
Visitante
« Responder #10 em: 16 Mai 2011, 12:57 »

Eu tenho lido tantas criticas de certos socios deste nosso
 clube que ja estava na f.i.c.m. quando se inscreveram como tal e outros que ja la estavam e nos lugares proprios para impedir que isto fosse feito e não fizeram nada.
Será para não perderem o lugar ?
Ou só agora sentiram o apoio para o fazer?
Cãndido Boaventura
Socio nº 426
   
Registado
teresa paiva
Sócio do CPA
Membro de Mérito
***
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 213

: Fev, 2006


Sócio Nº 294


« Responder #9 em: 14 Mai 2011, 13:38 »

Companheiro Ersil

Reforço o convite do Ricardo apareça. No dialogo encontra-se o equilibrio.

E azia depois de verificar que os acontecimentos posteriores a saida do CPA da FICM nos vem confirmar que tomamos o rumo certo? A certeza de uma boa decisao nunca provoca azia.

Mas confesso-lhe que apesar de ter, conscientemente, defendido a saida da FICM tudo isto me entristece, porque instituiçoes assim  descredibilizam o Movimento Autocaravanista.

E apenas por isso os relatamos e porque achamos um dever alertar quando uma instituiçao se porta como a FICM.

um abraço

Teresa Paiva
Registado

Teresa Paiva
V.N.Gaia
RicSimoes
Visitante
« Responder #8 em: 14 Mai 2011, 13:13 »

Companheiro Ernesto Silva

1º - "causar azia ao CPA" Desculpe discordar consigo mas azia tinha o CPA quando carregava o fardo FICM em prol de interesses tercieros.

2º - São abertos a sócios e não sócios que estejam inscritos em clubes e que estes sejam membros da FICM, logo se a FICM aceita inscrições de companheiros que não são sócios de nenhum clube associado FICM, como relatou o Companheiro  João Abreu. (foi ele que disse não fui eu), logo por esse acto se mede a idoneidade e transparencia da FICM...mas isto sou eu a interpretar! Leia a "Saga FICM e vai ficar a perceber muita coisa... uma vez que não teve possibilidade de presenciar essa Saga na Ultima ASSEMBLEIA GERAL.

3º - A Plataforma de Unidade da Declaração de Principios é para todos os autocaravanistas Sócios e não sócios até porque como sabe foi assinada por outros clubes... e "PORQUE A UNIDADE TAMBÉM PASSA POR AQUI" apesar de muitos quererem guerrinhas e jogos de interesse que em nada dignificam o panorama autocaravanista em Portugal e os quais o CPA não deve nem pode apoiar.
A reunião de hoje é para discutir ideias e não para aprovar nada. O Lugar de aprovação é e se houver transparencia como tem havido com esta direção, será sempre em ASSEMBLEIA GERAL e aprovada ou não pelos (ai sim) sócios CPA.

4º - Convido-o a não se resguardar e a participar na reunião de discussão dos estatutos na sua delegação.

um forte abraço

RicSimoes
Registado
ersil
Membro
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 40

: Dez, 2007

Visistante Nº 1376


« Responder #7 em: 14 Mai 2011, 11:06 »

Companheiro Ric Simões

1º-Todos sabemos que este episódio da FICM está a causar "azia" ao CPA, porque senão davam-lhe a importância que tem, ou seja assunto resolvido.
2º-Falta de idoneidade e transparência, diz o SR., mas os encontros não são abertos a sócios e não sócios desde que inscritos por um clube? Qual é o problema?
3º-Mais grave, em minha opinião, é discutir a Revisão Estatutária do Clube, e abrir esta discussão a não sócios do clube. Se o companheiro sabe o valor dos estatutos para o clube, tambem sabe que essa discussão terá que ser interna, ou então estão a retirar idoneidade aos sócios.
4º-Pelas razões atrás referidas vou-me resguardar e retirar as devidas conclusões.

Um abraço
Ernesto Silva
Registado

Ernesto Silva
Gondomar
RicSimoes
Visitante
« Responder #6 em: 14 Mai 2011, 00:52 »

Companheiros,

realmente por aqui percebe-se bem a falta de idoneidade e de transparencia da FICM!cada vez mais tenho a certeza do grande passo dado pelo CPA ao dizer NÂO á FICM e aos seus "interesses".


um forte abraço

RicSimoes
Registado
Boaventura
Visitante
« Responder #5 em: 13 Mai 2011, 14:27 »

ja temos mais de 12 inscritos para roma
através de um clube socio da  f.  i.  c.  m. 
Registado
joão abreu
*
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 3

: Nov, 2009


« Responder #4 em: 13 Mai 2011, 14:15 »

E lindo estou a gostar da vossa preocupassão com a dita saga que ja vai no capitulo 2, mais parece uma novela bem planeada.

Se o assunto ficou enserrado com os votos da maioria, e hora de se preocuparem com os assuntos do cpa.

Registado

João Abreu
Odivelas
teresa paiva
Sócio do CPA
Membro de Mérito
***
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 213

: Fev, 2006


Sócio Nº 294


« Responder #3 em: 13 Mai 2011, 00:14 »

Companheiros

Eu vou ao 35 EUROCC ROMA 2011, mas não pelo cpa do qual ainda sou socio, mas sim por um clube do qual não sou socio.


O companheiro João Abreu veio ao Fórum dando conta de que tem o seu problema de participação no Euro CC resolvido. De facto tem, mas ao mesmo tempo traz-nos a demonstração inequívoca da pouca idoneidade da FICM.

Demonstra que para a FICM os estatutos e normas não são para cumprir e pelos vistos para alguns Clubes também não.

Reforça a razão da saída FICM que os sócios do CPA deliberaram em Assembleia Geral.

Parece que afinal não era preciso qualquer tipo de quotização para a FICM pois fica demonstrado que qualquer um pode participar nos Euro CC quer seja ou não associado de um Clube federado na FICM.

Suponho que algum Clube vai filiar-se na FICM, que como assunto interno de cada Clube  não me compete avaliar, mas apesar de haver, possivelmente, um processo de intenção a adesão não estará efectuada.

Portanto prevalece o vale tudo sem qualquer tipo de regras e normas.
Registado

Teresa Paiva
V.N.Gaia
Paulo Moz Barbosa
Administrador
Membro de Mérito
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 336

: Jan, 2010


Sócio 1882


« Responder #2 em: 11 Mai 2011, 23:04 »

Boa noite,

Muito interessante e democrático vir-se afirmar que só se gosta de receber mensagens com as quais se está de acordo. Pelo menos é o que se deduz da mensagem do sócio João Abreu.
Pergunto: como é possível ao mensageiro descobrir quem está ou não de acordo com a mensagem que se propõe difundir?

Um abraço,
Paulo MB
Registado

Paulo Moz Barbosa
(presidente da direção)

(viajo numa Hymer Camp 622 C)
joão abreu
*
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 3

: Nov, 2009


« Responder #1 em: 11 Mai 2011, 22:32 »

Eu socio 1272 João Abreu, não quero receber mail da direcção da qual eu discordo, em falar do assunto da FICM.

Os senhores quando entraram para a direçcâo. ja tinham o plano formado para sair da FICM.

Eu vou ao 35 EUROCC ROMA 2011, mas não pelo cpa do qual ainda sou socio, mas sim por um clube do qual não sou socio.

Saga e o vosso discurso.
Registado

João Abreu
Odivelas
infoCPA
Administrador
Hero Member
*****
Offline Offline

Mensagens: 1 358

: Dez, 2008



WWW
« em: 09 Mai 2011, 23:44 »

FICM – A SAGA CONTINUA
(Folhetim em 4 episódios)

CAPÍTULO I

Na Assembleia Geral de 26 de Novembro de 2010 foi a Direcção questionada sobre o EUROCC 2011, evento que terá lugar em Roma, promovido pela FICM (Federation Internationale des Clubs de Motorhomes).

Comprometemo-nos a analisar o assunto e dar uma resposta até 15 de Janeiro de 2011.

Em 6 de Janeiro de 2011, através do Comunicado 2011/03 informámos que iríamos colocar à consideração dos sócios a permanência ou não do CPA na FICM e solicitar o adiamento do prazo de inscrições para o EUROCC 2011 na medida em que a participação do CPA ficava dependente da deliberação da Assembleia Geral.

Em 30 de Janeiro de 2011, através do infoCPA, informámos os sócios que a organização do EUROCC 2011 nos tinha comunicado anuir ao nosso pedido.

Desde essa data e até 23 de Março de 2011 foi a questão FICM objecto de diversas e acaloradas intervenções tendo as mesmas sido visionadas pelo menos 1694 vezes.

Em 18 de Março de 2011, através do Comunicado 2011/11, a Direcção, uma vez mais numa absoluta afirmação de transparência, deu antecipadamente a conhecer a proposta que sobre a FICM iria apresentar na Assembleia Geral e em cuja parte conclusiva reconhecia ser do interesse do CPA a saída de filiado na FICM.

Na Assembleia Geral de 26 de Março de 2011 os sócios aprovaram, sem alterações, a proposta da Direcção sobre a saída da FICM.

Contrariamente à forma como se processou a adesão à FICM, que foi feita à revelia dos sócios do CPA, ou seja, por exclusiva e única decisão da Direcção de então, a saída do CPA da FICM foi feita com uma prévia discussão, aberta a todos os sócios, com pleno conhecimento de todos os autocaravanistas não sócios do CPA, com uma proposta divulgada com antecedência para que os decisores pudessem reflectir conscientemente sobre a mesma e, finalmente, aprovada no órgão máximo por excelência do CPA – a Assembleia Geral – onde até estiveram presentes, a convite do Presidente da Mesa da Assembleia Geral, as mais diversas entidades relacionadas com o autocaravanismo.

Não perca, já na próxima Quinta-feira (12 de Maio), o 2º episódio de

“FICM – A saga continua”


« Última modificação: 08 Dez 2012, 16:53 por infoCPA » Registado

Associação Autocaravanista de Portugal - CPA
Portugal
Páginas: [1]   Ir para o topo
Imprimir
 
Ir para: