Páginas: [1] 2   Ir para o fundo
Imprimir
Autor Tópico: Carta Aberta ao Presidente do CPA  (Lida 7837 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Ameneses
Hero Member
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 960

: Mai, 2006



« Responder #29 em: 18 Set 2008, 20:35 »

Olá... Cool Cool

Isto esta a ficar demasiado «pessoalizado»! Deixem a vida privada (que neste caso até foi pública) dos membros de lado.

SE o DeCarvalho, enquanto membro do Governo e demais cargos não fez nada, seria porque na altura era capaz de nem conhecer uma Ac.!

Se agora se quer redimir, deixem-no à vontade! Pode ser que leve a reboque outros que agora EM LUGARES DE DECISÃO lhe dêm ouvidos.

Saudações Aotocaravanistas.

Ameneses
« Última modificação: 18 Set 2008, 20:36 por Ameneses » Registado

Adérito Meneses
Aveiro
Antonio
Visitante
« Responder #28 em: 18 Set 2008, 20:17 »

Isto é demais, então o homem não pode ser sócio do parque?
Ninguém tem nada haver com isso e pronto.

No site da Dosdin estive a ler a experiencia profissional no desempenho de cargos públicos do Sr. Dr. Decarvalho.
Parabéns, é impressionante para o nivel profissional.

E se alguem já podia ter feito algo para mudar as leis do AC (acredito que seja dificil),
era o Sr. Dr. pois até já foi Secretário de Estado do Turismo entre 1981 / 1983.
tirando os outros cargos que já teve que passo acitar:
EXPERIÊNCIA NO DESEMPENHO DE CARGOS PÚBLICOS


Subdelegado do Procurador Geral da República - 1967/71

Director dos Serviços de Informação Científica e Tecnológica da JNICT - 1971/74

Vereador da CML - 1977/80

Presidente da Comissão Municipal de Turismo de Lisboa (78/80)

Subsecretário de Estado da Administração Interna - 1974 (Setembro a Dezembro)

Secretário de Estado do Turismo - 1981/83

Chefe de Gabinete do Grupo Parlamentar do PSD - 1980

Deputado à Assembleia da República (1ª sessão legislativa e 3ª sessão legislativa até 1988)

Assessor jurídico do Presidente da República de São Tomé e Príncipe - (1994-1996)

Vereador na Câmara Municipal de Alenquer desde Janeiro de 2002.

Só não compreendo porque agora quere tantos movimentos e Observatorios e Etc.

Para mim ao pé do pano é que se talha a obra........ e o Sr. Dr. deve ter tido os tecidos mesmo á mão.

Um Abraço
Registado
Ameneses
Hero Member
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 960

: Mai, 2006



« Responder #27 em: 18 Set 2008, 20:09 »

Caro Presidente e Companheiro:

Tem toda a razão. Como membro de uma Direcção não pode tomar partido seja pelo que fôr em nome individual. Como cidadão e Autocaravanista é livre de tomar dicisões pessoais.

Quanto a ajudas que sócios possam dar também tenho o alibi; estou longe da Sede. Cargos que me prendam a horários também não posso aceitar (sabe porquê) Já tentei dar uma ajuda ao Clube e foi o que se viu. De qualquer maneira destro do espaço em que vivo sabe bem que estou às ordens.

Um Abraço.

Ameneses
Registado

Adérito Meneses
Aveiro
ULISSES
Visitante
« Responder #26 em: 18 Set 2008, 15:21 »

Finalmente o Presidente falou!

     Foi claro: a Direcção é o que é; não pode ir além da capacidade dos seus membros. As tarefas, parece, são demais. Ponto final.
     Estou solidário com o Presidente. Quanto a ajudar, como resido longe, tenho esse alibi. Apesar de me disponibilizar, se houver tarefas, que à distância, possam ser feitas.
     Mas quem sabe se com o desabafo não aparecerão apoios. Há muita gente perto da sede, alguma há-de ser qualificada e talvez um ou outro possa dar algum do seu tempo. Teremos todos a ganhar.
Registado
Ruy Figueiredo
Sócio do CPA
Membro de Mérito
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 105

: Dez, 2005

Sócio Nº 76


« Responder #25 em: 17 Set 2008, 20:49 »

Companheiro Errante

A carta aberta que me dirigiu assim como as observações que fez à minha pessoa leva-me a responder a algumas delas, assim como a outros companheiros que partilham os seus postes, ainda que poucos.
Apenas posso dizer que não conhecem o CPA, o seu modo de funcionamento, a disponibilidade da direcção, nem os seus recursos financeiros.
Entretanto questionam, fazem criticas, que o CPA devia fazer isto e aquilo,
o que é que o CPA já fez etc.
É pena que companheiros que tem tantas sugestões e saberes, sentados na frente do seu computador, não apareçam oferecendo a sua ajuda ou disponibilizando-se para fazer parte de uma direcção do Clube. E quando falo em ajuda é a fazer coisas, não sugerir.
A actual direcção aceita todas as criticas, não aceita é ser pressionada para fazer o que outros acham que deve ser feito.
Cada um terá a sua visão de como dirigir o Clube e cada direcção tem a sua trajectória contando com as competências de cada membro. Trajéctoria que pode sempre ser mudada em cada 2 anos, bastando para isso que se apresentem como candidatos á próxima direcção. Há um ano atrás esteve essa possibilidade em aberto e ninguém se disponibilizou, apesar dos apelos repetidos de possibilidade de extinção do Clube. Disponibilizaram-se os que lá estamos, dando o melhor que sabemos e podemos e, creia que, é muito mais do que imagina.

Em relação ao MIDAP
Antes de presidente do CPA, cargo não remunerado, sou cidadão e autocaravanista.
Não quererá o companheiro retirar-me o direito de, enquanto cidadão, estar em locais onde se discute autocaravanismo.
Também não achará que, enquanto presidente do CPA, tenho o dever de acompanhar o que se passa pelo mundo do autocaravanismo?
Lamento que estivesse mal informado, mas não tenho o hábito de tomar decisões individuais em nome do CPA.

Cumprimentos autocaravanistas
Ruy Figueiredo
Registado

Com um até breve,
Ruy Figueiredo
Lisboa
Decarvalho
Visitante
« Responder #24 em: 17 Set 2008, 20:42 »

Vi o seu post e todos os demais



como ja li varias outras mensagens pessoais de solidariedade que recebi directamente, e assim este assunto é para encerrar e deixar a falar sozinhos quem nisso tem esse prazer.

Bem haja
Registado
errante
Visitante
« Responder #23 em: 17 Set 2008, 20:17 »

Caros Companheiros
Vamos ver se consigo uma nota de humor pragmático.


Não há obviamente Brancas de Neve, …como não há Lobos Maus!
…..

Há Algum tempo atrás, um velhote amigo, contava-me um episódio na história profissional de sua vida de fiscal municipal, dizia ele:

-O presidente na véspera das vistorias, costumava dizer-me : sabe nestes dias antes das vistorias, essa malta costuma aparecer com um garrafão de azeite, uma galinha, uma dúzia de ovos, por vezes um garrafão de vinho, …aceite! Não seja pobre e soberbo!

Mas note, no dia da vistoria, no capacho da entrada de casa, você limpa os pés, e o que estiver bem passa , o que estiver mal é chumbado.

Eu direi disto ainda,…que há fiscais a respeitar  e respeitáveis!

Recordo duma outra conversa:

-É impossível esconder o capital, o dinheiro quando existe, espirra,…

Ora há aqui um imenso capital para o autocaravanismo português,…em acções, com provas dadas, dos companheiros Raulopes e NunoR …,e  acções de esperança com uma mal disfarçada, quase despudorada (da minha parte), Oferta Pública de Aquisição sobre  as acções futuras do ilustre  jurisconsulto e companheiro Decarvalho, pode dar a esta causa comum.

Para mim este forte escrutínio pessoal e público é proporcional ao reconhecimento público do valor e  esperança nessas acções futuras ! (não há bela sem senão, companheiro)  Tongue

Aqui chegados,pragmáticos…talvez venhamos ainda a sentir falta de uma D. Branca que pague as despesas.

Sem agenda, sem conhecimentos nem experiência de autocaravanismo, dia 19 às 19Horas lá estarei (pela primeira vez) no Movimento que continua e onde sinceramente gostaria de encontrar e conhecer pessoalmente, os companheiros NunoR, Raulopes e Ulisses.

Pelo que todos podem representar de acções futuras, vou com essa esperança.

Saudações autocaravanistas
Cardoso da Silva




Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #22 em: 17 Set 2008, 18:27 »

Calma companheiro Ulisses,

não há aqui guerra nenhuma. O Decarvalho é que com o estilo que lhe é habitual esbracejou e misturou alhos com bugalhos para não responder à questão: porque está ele tão empenhado em negar a sua relação com o Alenquer Camping? (não se diga que é para não trazer para aqui o Doutor Nandin de Carvalho, que todo o mundo sabe há uma eternidade ser o mesmo que o Decarvalho)

Foi ele e mais ninguém que trouxe esta questão para aqui, eu só a estranhei.
Que importância tem isto para o autocaravanismo? receio que mais do que parece à primeira vista, se assim não fosse ele não insistiria tanto na matéria.

Como ele se não explica, deixo aqui uma ajuda a quem quiser fazer um esforço de perceber a questão, para além das amizades (ou imbirrações) pessoais.
Quem tem campings para rentabilizar naturalmente tem outras (legitimas) preocupações para além do autocaravanismo. É natural que queira misturar legislação sobre autocaravanismo com legislação sobre campismo e, nessa medida, queira sentar à mesa os representantes dos donos dos campings (FCMP e AECAMP) que já tornaram público que o que querem é ver as autocaravanas proibidas de estacionar fora dos
campings.

Quem está apenas preocupado com o futuro do autocaravanismo em Portugal pode pensar livremente no assunto sem precisar de se esconder atrás de nada, e sem precisar de se desdobrar em múltiplas personalidades para conseguir conciliar os seus vários interesses.

Caro companheiro, isto são coisas da vida, bem reais, que nada têm  a ver com "ataques pessoais", "julgamentos na praça pública", nem com guerras de galos, galinhas ou periquitos. O que está em causa é a  transparência e a verdade de certas atitudes, que têm a maior importância para o autocaravanismo (e faço notar que também não fui eu que aqui misturou o MIDAP, sobre o qual não fiz um único comentário público).

Já agora aproveito para sossegar todos os interessados: ao contrário do que o Decarvalho insinuou eu não preciso de nenhuma prescrição médica, estou de muito boa saúde e mais lúcido do que nunca. Por isso não me deixo impressionar por frenesins de super-heróis.

PS.
corrigi MIDAS por MIDAP. as minhas desculpas aos visados pelo lapso.
« Última modificação: 18 Set 2008, 11:03 por RauLopes » Registado
ULISSES
Visitante
« Responder #21 em: 17 Set 2008, 16:28 »

      Acho deprimente acompanhar os dislates que campeiam neste forum. Mais parece uma capoeira de galos!
      Alguém me explica a quem interessa o que é ou deixa de ser cada um dos que aqui vêm expressar opinião sobre o que a todos importa: o AUTOCARAVANISMO?
      Que ganhos esperam obter os que atacam uma personalidade da dimensão de DeCarvalho? Que já deu fartas mostras de sabedoria, empenhamento, capacidade de intervir e de suportar a malidecência de alguns que, por coisa pouca, viraram as costas à luta, a meio da batalha.
      Não me agrada este ambiente de provocação gratuita e falta de COMPANHEIRISMO.
      A minha intervenção esporádica deve-se à falta de feed-back aos desafios que são lançados e nunca respondidos; portanto, à falta de liderança. Presumo, no entanto, que a direcção do CPA faz o que pode. E não sou eu que vai exigir seja o que for.
      Fico por aqui. E se calhar melindro gente sem o querer.
      Este tipo de guerras deixa-me à beira de um ataque de nervos.
     
Registado
Decarvalho
Visitante
« Responder #20 em: 17 Set 2008, 10:04 »

Carissimo Nunor.

Anoto o recuo. Gostava que recuasse ainda mais no passado ate ao ponto em que tinha uma estima generalizada...bem como o Raul Lopes, que apesar  das suas diatribes continuo a honrar com fiz recentemene na transcrição das declaraçoes patentes no relatorio da CCR Algarve, e aqui neste forum...como Decarvalho. Sera que estaria a enganar alguém?

Mas ha uma coisa que nos distingue profundamente....para alem da minha calma.
eu não ataco ad hominem pessoas, só discuto ideias ou factos, nem traio pessoas pelas quais tenho consideração...se nao concordo com elas, limito-me a explicar que nao as posso acompanhar, e a guardar memória e registo dos factos.

quanto ao mais não ha nenhum segredo de polichinelo. So houve posts de chinelo, não são meus, e por isso, repete-se ate porque tambem ja recebi msg anonimas sobre o mesmo tema:
- não sou dono, nem socio, nem gestor do Alenquer Camping. E se fosse?
- sou administrador da Dosdin  SA que tem site na net ha anos, mas não sou nem socio nem  accionista da Dosdin que é accionista ou socio de varais outras empresas entre as quais alguams cotadas em Bolsa.  se fosse?
-aqui no forum sou simplesmente decarvalho...e não fui eu que trouxe com grande infelicidade e insensatez os outros assuntos Off topic à liça....com a questao inintelegivel das garras...

- a Constituição garante a reserva do bom nome e  a intimidade da vida privada...porque nao reler o respectivo art 26º?

Segredo é sim, é  o saber-se exacta e definitivamente porque é que o RL e o Nunor deciddiram nao integrar a sua reeleição na direcção do CPA, e porque, se nao concordavam com a maioria, porque nao se recandidataram em lista autonoma....e porque nao se pronunciam hoje sobre documentos importantes para o autocaravanismo como a nova portaria de campismo que pretende criar os ghetttos para autocaravanas, ou o relatorio da CCR do Algarve.
Estou certo que depois de uma cura de distanciamento poderão voltar a animar o forum do CPA e , quem sabe, a aderir ao MIDAP....

« Última modificação: 17 Set 2008, 10:17 por Decarvalho » Registado
nunor
Visitante
« Responder #19 em: 17 Set 2008, 09:28 »

Calma amigo decarvalho, não se martirize. Não lute contra fantasmas que não existem...
Parece que o meu amigo já não está habituado a estas situações decorrentes de quem está publicamente exposto. Este choradilho é mais para pessoas como eu que como diz o meu amigo tem um "passado no lado negro das trevas"...

Tal como o Raul eu tb não percebo porque razão insiste em dizer que não tem nada a ver com o Alenquer Camping!! Eu bem gostaria de ter um espaço assim....
O autocaravanismo não tem nada a ganhar com esta questão do é sócio, não é sócio, mas a verdade é que o meu amigo ciclicamente lança esta questão.  Para mim tanto se dá que seja ou não proprietário, sócio ou gerente, mas então tenha atenção com a informação que disponibiliza. Ora sendo o meu amigo, Presidente do Conselho de Administração da Dosdin, SA (http://www.dosdin.pt/pt/curriculum.htm) e não tendo acção nenhuma percebo que ande nervoso que os accionistas o despeçam...e sendo a Dosdin sócia da Agirdin - Agroturismo de Investimento, Lda proprietária do Alenquer Camping, é de facto uma confusão para mim que não estou habituado a estas questões empresariais e manipuladoras....

Mas passando a outro assunto que este não tem nada a ver com o autocaravanismo. O amigo cita 2 passagens minhas:


PS: que saudades dos tempos em que  o Nunor escrevia a sério neste forum
http://cpa-autocaravanas.com/forum/index.php/topic,967.msg6076.html#msg6076
ou em
http://cpa-autocaravanas.com/forum/index.php/topic,607.msg3618.html#msg3618
ou quando escrevia em outubro de 2006:
Quanto à questão dos Blogs, quem nos dera que houvessem muitos mais companheiros como o Decarvalho e restantes companheiros que por aqui andam e que participam neste e noutros locais.
Um abraço
Nuno


Qual é o mal de há 2 anos escrever isto? Há 2 anos o meu amigo surgiu no CPA como um cordeirinho e foi bem acolhido. O problema foi quando tentou pôr as garras de fora e esbarrou contra o Raul Lopes e o Nuno Ribeiro, que não foram na sua conversa..... Estou certo que está habituado a que lhe façam as vontades todas e que sigam as suas "ordens" e compreendo que isso o tenha frustado. Frustação maior deve ser ainda, após a nossa saída, e  conhecendo o carácter do Ruy Figueiredo, ele ter seguido o mesmo caminho...

Mas calma, o companheiro Errante já lhe deu a fórmula mágica....é só segui-la.....

Cumprimentos

Registado
Decarvalho
Visitante
« Responder #18 em: 17 Set 2008, 06:37 »

Ora vivam...

Pois é a privacidade nao é de bom tom neste forum para certas pessoas.
Bem insisto que no autocaravanismo sou e apenas Decarvalho. Trata-se de um hobby privado.

Mas para quem no tempo anterior percebia isto (Nunor e Raul Lopes) agora os tempos sao outros, e vai de se proceder ao julgamento na praça pública, como se isso fosse util e ao autocaravanismo...claro que não é, mas o despeito leva a atirar a tudo quanto mexe...

Obrigado Raul Lopes por trazer aqui o NC...gratissimo...esta sempre a subir na minha consideração! o Decarvalho fica tambem rendido a tanta perspicácia ! O Prof. Doutor também. Mas ele não tem nada para receitar aos seus achaques. Mas olhe que não é original, no forum CCP já aconteceu o mesmo...sabe-se lá porquê?

Afinal são os meus riscos, Riscos de sucesso de quem defendeu desinteressadamente:

- a ultrapassagem do divorcio das relaçoes entre o CPA e o CCP...
e ele ai esta...com o Presidente do CP, e os administradores do CCP no MIDAP...e acima de tudo, o MIDAP a fucionar...e bem....e sem papas....nem na língua...nem na sua tutela....

Portanto, Dupond e Dupont agora varrem a testada de ataques...ao MIDAP, ao Presidente do CPA, e ao Decarvalho. Tiveram todos a ousadia de querer fazer algo de novo pelo autocaravanismo.

Ora vamos a isso, mas desde ja fica escrito que não disputo a taça da birra Fica para quem quiser! Apenas devolvo o esbracejar a quem nao sabe nadar.

Quanto as investigaçoes e denuncias pidescas...
não há nada a descobrir quando a informaçao esta na na net visivel e nao oculta, é pública.- por isso, ja se escreveu....quem nao deve, não teme...

quanto ao mais, e mais insultos ou insinuaçoes:

- o contador do Blog é o Stats. Naõ é, nem pode ser impulsionado, mas compreendo o desespero de quem preferisse que o Blog fosse inexistente, e não tivesse audiencias, ou actualizações....

Fica so por responder uma pergunta.

Quem quer enganar quem, onde esta o engano, em que consiste o engano? qual a mensagem enganosa? Que engano é necessario desmistificar...Huh quem corre o rsico de ser enganado e com quê? Teria sido o CPA enganado no protocolo que fez com o Alenquer CAmping? Em que são enganados os leitores dos meus posts?

Nao sei responder, porque é inintelegivel o que aqui frustradamente tem sido escrito (a despropósito do MIDAP...inutilmente para o forum, e para quem nele nao intervem mas o vai lendo)

Ja lá vai  a inquisição, em que se era necessario provar ser inocente ante acusações que não necessitavam ser provadas, já lá vai a pide com as devassas,  escutas telefonicas ...só faltava agora o ataque anti pessoal gratuito , e orquestrado....Paciencia.

Para que conste: não tenho uma única acção da Dosdin Sa. E se tivessse?

PS: que saudades dos tempos em que  o Nunor escrevia a sério neste forum
http://cpa-autocaravanas.com/forum/index.php/topic,967.msg6076.html#msg6076
ou em
http://cpa-autocaravanas.com/forum/index.php/topic,607.msg3618.html#msg3618
ou quando escrevia em outubro de 2006:
Quanto à questão dos Blogs, quem nos dera que houvessem muitos mais companheiros como o Decarvalho e restantes companheiros que por aqui andam e que participam neste e noutros locais.
Um abraço
Nuno
« Última modificação: 17 Set 2008, 07:12 por Decarvalho » Registado
Raul Lopes
Visitante
« Responder #17 em: 16 Set 2008, 23:43 »

Para surpresa minha vejo que ultimamente um dos assuntos centrais do discussão sobre autocaravanismo é o saber-se quem é afinal o proprietário do Alenquer Camping, com o Nandin de Carvalho repetidamente a dizer que não é “
Citar
nem proprietário nem gerente, nem sócio do Alenquer Camping”
.  Pela insistência com que nega a sua relação com o camping percebo que se deve tratar de uma coisa muito importante para o futuro do autocaravanismo. Daí que fui investigar.
O que descobri?
 
1º- descobri que o Alenquer camping (assim como o edifício onde está sediado o MIDAP) .é propriedade da Dosdin (conforme podem ver aqui: http://www.dosdin.pt/pt/dosdin/grupo.htm).
 
2º- descobri ( http://www.dosdin.pt/pt/dosdin/somos.htm) que a Dosdin é uma empresa de cariz familiar, que foi constituída em 1985 pelo Prof. Doutor Nandin de Carvalho, (que iniciou a sua carreira como advogado e que passou entretanto a desenvolver a actividade de jurisconsulto) e oferece consultoria de estratégia de gestão a diversas entidades públicas e privadas.

3º descobri que no site do camping está identificado como Blog do Alenquer Camping, nada mais nada menos do que aquilo a que o Decarvalho chama a sua Newsletter, cujo contador se não cansa de impulsionar.

Tudo isto não teria para mim a menor importância, não fosse o tom da mensagem do Decarvalho que acabo de ler e o ataque ao carácter moral que aí faz a quem (NunoR) já fez mais pelo autocaravanismo do que ele há-de fazer a vida toda, por muito que continue a esbracejar. Há limites para a tolerância, por isso, lamento-o, mas não podia continuar calado.

Afinal a quem está o Decarvalho a ver se engana? Se não está a tentar enganar-se a si próprio, então deve supor que somos todos tolos prontos a ser manipulados por um qualquer Maquiavel do além.
Cada um acredita no que quer, mas eu recuso-me a entrar no jogo do faz-de-conta, pelo menos enquanto preservar a minha sanidade mental.
É tempo de dizer: o rei vai nú!


Quem quer ser levado a sério precisa de saber respeitar-se a si mesmo adoptando um comportamento público pautado pela seriedade e transparência.

« Última modificação: 16 Set 2008, 23:48 por RauLopes » Registado
Decarvalho
Visitante
« Responder #16 em: 16 Set 2008, 23:16 »

Ok
Carissima teresa paiva

registo o seu direito de propriedade, e de direitos de autor, que ficam exclusivos do topico em que intervem com expressa interdição de menções ou referencias em outros topicos deste mesmo forum do CPA.

espero que assim já lhe pareça correcto.
Registado
teresa paiva
Sócio do CPA
Membro de Mérito
***
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 213

: Fev, 2006


Sócio Nº 294


« Responder #15 em: 16 Set 2008, 22:56 »

Companheiro DeCarvalho

Agradeço que  neste tópico não retire conteúdos do que escrevo noutros tópicos que nada têm a ver com MIDAP.
O que escrevi tem, unica e exclusivamente a ver com o CPA e o companheiro aproveitou para o meter numa guerra que não é minha.
Não me parece correcto.
Em relação ao MIDAP já tive ocasião de me pronunciar.

Teresa Paiva
Registado

Teresa Paiva
V.N.Gaia
Decarvalho
Visitante
« Responder #14 em: 16 Set 2008, 22:06 »

Ora vivam todos....
1) estive ausente...
Voltei agora de mais um raid de 48h

uma dormida livre, numa rua transversal  a a rua principal de Vila Nova de Miol Fontes...perto de casa de pessoa amiga com quem fui jantar..e (horror do horrores para alguns) uma dormida no parque campismo de cabanas, dito da ria formosa, inaugurado em Maio e que queria conhecer...

paragens pelo caminho, e onde tambem poderia ter pernoitado se quisesse...em Vila Nova nos parkings dos dois restaurantes junto ao canal, em Portimao, do lado esquerdo, depois da rotunda do repuxo, no sentido oeste/leste, em Alcoutim, em Mertola, nas Minas de Sao Domingos, etc etc...

2) la reli os posts de quem brandiu a espada em minha defesa...o errante...o amenezes....Fico grato apenas por estar ausente, e tambem pela nobreza de caracter evidenciada, mas como é evidente não ofende quem quer....nem como quer...e ja tinha aqui denunciado a filosofia das torpes insinuações. Apenas tenho pena ver pessoas que mereceriam consideração, enfileirar junto de quem nao admira que tenha tais atitudes...

3) quanto a dinheiros etc e tal....
o logotipo do MIDAP custou zero.....não é pois preciso pagar quotas de 500 euros, nem rastejar a sombra da federação ou de quem quer que seja um fantasma para alguns...e na latura disse-o aqui e elogiei nao so o traço do seu autor, como o gesto do seu autor...o nosso companheiro em bold porque tem toda a propriedade,  Marco Nuno.
os estatutos custaram zero, porque oferecidos..
a salas de reunioes e as aguas..tambem, gentilmente oferecidas por outro companheiro...
os transportes?...correram  por conta de cada um....
o site da net? pois foi de  borla
outras despesas de selos etc...resultaram de uma contribuição inicial de todos os fundadores, cada um deu uma nota azulinha..de 20 euros...
mais despesas de correio...foi pela net, atraves de mail...
outras diligencias, telefonemas etc...pois cada um suportou os seus custos de comunicaçoes e telemoveis.
 a sede, domiciliação...é de borla...
E quando for preciso mais, logo se vera..

4) quanto ao mais, e as insinuações habituais...ja li aqui de tudo, ate que haveria manobras da Maçonaria...e o disparate de quem diz que sabe muito bem do que se trata...pois não se trate...
ora bem e para que conste:
- Embora não tenha que o explicar, nao sou proprietario, nem socio,nem gerente do Alenquer Camping, que fez um protocolo com o CPA, e que viu certificada a sua area de serviço para Ac, em cerimonia publica, a que compareceram muitos socios do CPA (era também dia de aniversario do Camping e foi feita uma concentraçao no Camping com mais de 50 autocaravanas...ha registo, e fotografico do evento....17 aniversario do CPA...
Compareceram entre outros entao, sorridentes e satisfeitos com mais esse avanço no autocaravanismo tres membros da direccção do CPA (pelo menos) Ruy Figueiredo, Raul Lopes e Nunor, e o Verador de Turismo da Camara Muncipal de Alenquer , Luis Rema, que ofereceu tambem aos socios do CPA uma prova de vinhos, uma visita ao Museu de pintura Joao MArio, uma visita guiada pelo padre Zé a Misericordia e Igreja,  e o transporte respectivo...

Ora nao sendo nem proprietario nem gerente, nem socio do Alenquer Camping, e nada tendo a ver com a CM de Alenquer, e sendo apenas socio individual do CPA, como foi isto tudo possivel.Huh..nao havendo quotas de 500 euros cobradas aos socios do CPA? Fica a resposta para quem a quiser dar....e também saiba fazer omeletes apenas com ovos de codorniz....

Apenas acrescento que tambem nao sou socio da AECAMP, nem sequer podia ser, pois esta associaçao apenas reune empresas proprietarias de parques de campismo.

Decarvalho (e simplesmente Decarvalho, autocaravanista sem titulos ou cargos, como se explicita na nota de apresentaçao, e consta do meu cartao de socio do CPA) e apenas para este efeito do autocaravanismo, autor do Blog Newsletter Autocaravanas e Camping-Cars como consta da assinatura, e sou socio fundador do MIDAP...e responsavel pelo gabinete de estudos da Newsletter...., e por isso se divulga por lá...(cerca de 30 meses, mais de 100.00 page views) o que se entende ser de interesse para o sector, como por exemplo extractos do programa da AECAMP ( que entendo dever fazer parte de um Observatorio Não Governamental para o Autocaravanismo) bem como o ACP....e a seu tempo a propria Federaçao de Campismo etc....etc....
Não são papões, senão para os falsos papas do autocaravanismo.

Para alguns, pensar....diferente... é nao ter nivel.
Para esses memos, o ousar escrever ....é ainda não ter nivel. e so uns eleitos é que podem ser reconhecidos como elevando o nivel das trocas de impressoes aqui neste forum...

Ora bem. não vou descer de patamar, e chegar ao desnivel de quem insulta, provoca, insinua, e se revolve em bilis. Apenas deixo as explicaçoes publicas aos que a merecem, e que continuarão a merecer respostas inclusive em directo, que dissipem todas as duvidas, que porventura subsistam.

quem não deve, não teme

E Bem hajam aqueles que assim me ecompreendem.
« Última modificação: 16 Set 2008, 22:56 por Decarvalho » Registado
errante
Visitante
« Responder #13 em: 16 Set 2008, 18:19 »

Companheiro Decaravalho, e demais do MIDAP

Será  lamentável, que a oportunidade do autocaravanismo português ao beneficiar de um novo fôlego, com gente que demonstra conhecimento e vontade para intervir de forma concertada e global,...tenha a sua acção minorada por naturais condicionalismos  de ordem financeira.

Estou em crer, que se no MIDAP se forjar um programa de acção para a direcção do próximo biénio no CPA,...com esse programa de acção e equipe aqui neste fórum, antecipadamente anunciado e conhecido,...acredito que  em assembleia de sócios será largamente sufragado .

.... sub-dividir o CPA, em três clubes regionais (norte,centro e sul) e do mesmo fazer emanar uma federação autónoma,... cresce orgânicamente,... aproximando-se a estrutura mais de todos os objectivos e sócios, horizontal e verticalmente.

Com o suporte financeiro adicional se necessário,...por exemplo de 1 €/ mês/ sócio pode resultar em +- 1500 € mensais,... a que se junte uma contribuição inicial de 5 € de cada ( o preço de uma pernoita), e o trabalho em rede, de tantos companheiros que se revelam motivados/disponíveis....

Eu, acredito que em dois anos o panorama nacional para a prática do autocaravanismo nacional, iria mudar radicalmente.

Aqui deixo o desafio,...e porque não a subscrição/convocação de uma assembleia geral intercalar, a bem do autocaravanismo português...

Saudações autocaravanistas
Cardoso da Silva
Registado
Ameneses
Hero Member
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 960

: Mai, 2006



« Responder #12 em: 15 Set 2008, 21:06 »

Lamento que o companheiro NunoR apelide de comediante o Companheiro DeCarvalho. Lamento que o dito NunoR esteja intrigado donde vem o dinheiro para sustentar o MIDAP ( já se esqueceu que eu Ameneses "aproveitador" meti algum dinheiro nos copres do CPA? Não meti mais porques apareceram uns «chicos espertos que copiaram o meu trabalho que tantas horas me custou... (a propósito: enquanto dirigente a sua «cara» aparecia nas mensagens; agoracomo opina doutra maneira "desapareceu o rosto..."

Já teve tempo de assimilar que para além do NunoR como SUPLENTE na Direcção do CPA, outros Companheirpos se levantaram para prosseguir os ideais der um Autocaravanismo sólido. Devo acrescentar que esta Direcção cujo Presidente é o Ruy, DEVERIA ter continuado com o Raul Lopes nem que fosse como «consultor»! Da actual direcção capacidade organizativa tem o Caxias... apesar de alguns sócios dizerem que ele não é autocaravanista! Há que relembrar os primórdios do CPA, a sua continuação e o seu futuro.

Não se acobardem os Sócios do CPA dre4 assumirem posições em prol do Autocaravanismo, seja no Clube ou em movimentos que surgiram e, podem ter a certeza, VÃO CONTINUAR, para uma autonomia tirar "jugo" à actual federaçãoo.

Lamento Nunor (muitos irão dizer que isto é ressentimento, mas Sócios que continuam no CPA sabem que não é) mas VOCÊ perdeu o combate nesta batalha que continua. Já bastou insultar-me a mim... não insulte mais sócioa do CPA QUE querem continuar a ser sócios do dito, apesar de ter que encontrar outros meios para lutar com o actual governo e outros que se sigam.

Esta mensagem pode parecer um pouco anacrónica na sua concepção, mas o seu fim é defender a honra de um Companheiro, DeCarvalho (não precisa da minha defesa) que desde que o conheço online e pessoalmente sempre foi coerente perante o autocaravanismo como um meio de turismo itenerante de qualidade.

Saudações Autucaravanistas.

Ameneses

P.S.: Hoje em Aveiro, no Parque de São Roque (do qual existem coordenadas a todo mundo internauta, pelas 18H00 estavaam aparcadas para pernoitar 14 Ac der matrúcula francesa...
« Última modificação: 17 Set 2008, 21:01 por Ameneses » Registado

Adérito Meneses
Aveiro
nunor
Visitante
« Responder #11 em: 15 Set 2008, 18:30 »

Companheiro NunoR

O autocaravismo (nem ninguém),.... vai a nenhum lado se ficar a falar sózinho!

Organizações como a AECAMP, têm que ser olhadas como parceiros estratégicos (que de facto são), no caso a AECAMP é até óbviamente um parceiro fundamental ! Basta pensar que nada será regulamentado pelo governo na área do turismo itinerante sem os ouvir,...e justamente!

Interesses antagónicos podem e devem estar presentes e são legitimos. Por vezes fica até dificil obter consensos e conseguir pontes. Esse é o governo, das sociedades.
(...)
Outros haverá, com quem, porventura, nem diálogo o autocaravanismo conseguirá , quanto mais pontes,... A Orbitur, existe em terrenos (muitas vezes pinhais) do  Estado Português, em concessões copiosamente renovadas à dezenas de anos, sem praça pública,  sem que ninguém lhes conheça os donos e que nem o 25 de Abril conseguiu interromper! No entanto é o cabo das tormentas para qualquer autarquia conseguir afectar meia dúzia de hectares para um parque industrial. Lobby?! Não! Mais complicado do que isso.


Caro companheiro errante

É com muito prazer que leio os seus comentários, pois o companheiro para além de elevar o debate com as suas opinões e convicções, não desconversa e tem colocado questões pertinentes, às quais infelizmente não tem obtido o necessário esclarecimento.

No seu comentário ao meu post, afirma que a AECAMP terá que ser nossa parceira ao contrário por exemplo da Orbitur, pelas razões que aponta e com as quais eu concordo. Se me permite gostaria de saber se tem ideia de quem "manda" na AECAMP?

(...)
Enfim,...depois perfilho inteiramente do seu entendimento de que a  primeira preocupação para um correcto dimensionamento de um projecto, correcta definição do seu campo de acção e naturais limites  é fundamental, antes demais conhecer/encontrar as fontes de financiamento.


Infelizmente não parece ser esse o entendimento dos fundadores do MIDAP....


De resto compreendo e partilho os vários alertas que vem dado...espero que cheguem a quem de direito.

Registado
errante
Visitante
« Responder #10 em: 14 Set 2008, 22:11 »

Companheira Pressler

Seja bem vinda ! (diz-lhe um novato)

É minha opinião pessoal, de que é inestimável o livre contributo de todos ! Ainda assim, também penso, que quem se sentir com capacidade de perssuasão bastante para agir individualmente, deveria contar com o apoio e até com a coodernação dos que no CPA cuidam do assunto. Tenho para mim que um bom "negociador" nunca leva a sua acção ao ponto de  "forçar" e "obter" um  não! A partir daí  tudo fica mais dificil.

Companheiro NunoR

O autocaravismo (nem ninguém),.... vai a nenhum lado se ficar a falar sózinho!

Organizações como a AECAMP, têm que ser olhadas como parceiros estratégicos (que de facto são), no caso a AECAMP é até óbviamente um parceiro fundamental ! Basta pensar que nada será regulamentado pelo governo na área do turismo itinerante sem os ouvir,...e justamente!

Interesses antagónicos podem e devem estar presentes e são legitimos. Por vezes fica até dificil obter consensos e conseguir pontes. Esse é o governo, das sociedades.

Ora, repetidas vezes, por diferentes companheiros tenho  assistido neste fórum a uma preocupação expressa,
com a dupla condição do companheiro Decarvalho de autocaravanista e associado da AECAMP,...de tal forma que até se compreende sobrevenha alguma irritação.

O companheiro Decarvalho, ao contrário,... tem tudo, para ser a tal ponte  de que todos nós precisamos a determinada altura da vida! E esse momento irá aparecer aos dirigentes do autocaravanismo em portugal!

Outros haverá, com quem, porventura, nem diálogo o autocaravanismo conseguirá , quanto mais pontes,... A Orbitur, existe em terrenos (muitas vezes pinhais) do  Estado Português, em concessões copiosamente renovadas à dezenas de anos, sem praça pública,  sem que ninguém lhes conheça os donos e que nem o 25 de Abril conseguiu interromper! No entanto é o cabo das tormentas para qualquer autarquia conseguir afectar meia dúzia de hectares para um parque industrial. Lobby?! Não! Mais complicado do que isso.

Enfim,...depois perfilho inteiramente do seu entendimento de que a  primeira preocupação para um correcto dimensionamento de um projecto, correcta definição do seu campo de acção e naturais limites  é fundamental, antes demais conhecer/encontrar as fontes de financiamento.

Companheiro Decarvalho

A questão é que para  ombrear com parceiros como a AECAMP e outros, as estruturas representativas do autocaravanismo portguês, precisam de dimensão! A tal massa crítica!

O que eu esperava como sócio do CPA é que a direcção, fosse capaz de aglutinar e promover sinergias, caminho a uma efectiva representatividade de todos.

Ao invés, assistimos à proliferação de capelinhas e das caixas de esmolas necessárias, com vigários mais tarde ou mais cedo a perceberem q não têm condição para  pregar além dos limites da sua própria freguesia.

A generosidade., tem naturais limites, veja-se uma simples conta:
- O documento da CCDRA, que deve ter cerca de 50 páginas, multiplicado por 362 municipios, multiplicado por 20 cêntimos,...é igual a 3620 € em fotocópias.

( até para manter as delegações do banco alimentar, é preciso investimento em capital)

Não é só o alcance, é também a sustentabilidade do(s) projecto(s), que ponho em dúvida, quando não está acautelada a componente financeira.

De resto,(é  uma questão estratégica)...como sabe, pessoalmente aprecio a generosidade das suas propostas, admiro a sua participação e os estímulos que traz a este fórum, bem como o genuíno e respeitável entusiasmo pelo autocaravanismo.

A proposta que refere de sub-dividir o CPA, em três clubes regionais (norte,centro e sul) e do mesmo fazer emanar uma federação autónoma, parece-me o caminho certo! Não divide, antes cresce orgânicamente,... aproximando-se a estrutura mais de todos os objectivos e sócios, horizontal e verticalmente

O CPA, parece não ser capaz de crescer! Os numeros expressam  isso. O tal estudo da CCDRA contabilizou em portugal um universo de 6000 Acs,... o CPA tem pouco mais que 1500 associados!

Não me admira, que um dia o CPA acorde para  uma acção judicial, que reclame a anulação da marca e a  anulação da presunção da representatividade do Autocaravanismo Português, metida por alguém que não se reveja no actual estado das coisas.

De facto Portugal e os portugueses merecem melhor autocaravanismo.

Um abraço a todos, com amizade
Cardoso da Silva
« Última modificação: 15 Set 2008, 01:34 por errante » Registado
pressler
Visitante
« Responder #9 em: 14 Set 2008, 14:37 »

Bom dia para todos os companheiros!

Ainda não me apresentei na area certa, mas pretendo faze-lo em breve.
Não consegui ficar com comichão nos dedos e não escrever.... Cry
Companheiro Nuno Ribeiro, tudo se poderia resumir a dinheiro e ganhos a meter ao bolso, pois normalmente é esta a realidade de uma sociedade!
Não acredita o sr. que as pessoas podem correr e gastar o seu tempo em prol daquilo que gostam e daquilo que sabem que outros gostam,sem ser a encher os bolsos?
Como pensa que se organiza o CCP sem sócios? Quem lhes paga as deslocações e fins-de-semana em locais bem longe de casa para que possam junto de uma Camara ou Freguesia tratar da organização e inauguração de uma nova AS? Compensa-os o " saber de trabalho feito". As inaugurações em que os companheiros lhes agradecem pelo que fizeram... Compensa-os saber que por cada AS que se faz menos despejos serão feitos onde não se deve.
Comprei uma AC faz em Outubro 1 ano, e de lá até hoje não tenho feito se não tentar arranjar melhores condições para os outros companheiros e para mim! Luto por aquilo que defendo, não esperando que outros o façam por mim. se o fizerem sou a primeira a agradecer-lhes!
Devo dizer-lhe que já tentei uma AS na Camara Municipal onde vivo e nada, tentei o Hi-permercado da terra, disseram que sim e até agora nada! Agora estou a tentar outra ideia. A ideia que tenho é de que os locais têm muito mais chances, por conhecerem os vizinhos do que um clube ou forum que não conhece ninguém e são estranhos com ideias estranhas. Pois sabemos que o autocaravanismo em Portugal ainda é recente e as mentalidades ainda não se abituaram à ideia de ver Acs e aceitá-las.
Desculpe-me a ousadia Companheiro Errante, mas alguma vez tentou arranjar uma As na sua zona, ou em alguma zona do país onde tivesse amigos relacionados com alguem perto de um presidente de junta ou de camara? Por acaso não conhece ninguém no hiper ou supermercado da sua zona? Já pensou no quanto se sentiria realizado mentalmente por ter conseguido ajudar a uma boa pratica daquele que é o seu hobby? Depois de conseguir o sim do hiper da sua zona tenho a certeza que o CPA com uma porta aberta poderia ter mais chances e fazer o resto do trabalho.
Desculpem a minha ousadia nos escritos, mas eu acredito! Wink Wink
Ana Pressler


Registado
Decarvalho
Visitante
« Responder #8 em: 14 Set 2008, 14:32 »

caro Nunor

nao se martirize nem se auto-vitimize, nem ha motivo para exprimir complexos de inferioridade.
Mantenho a consideração pessoal por si desde sempre, embora lamentando os achaques de que vem sofrendo.
 Smiley
« Última modificação: 14 Set 2008, 14:32 por Decarvalho » Registado
nunor
Visitante
« Responder #7 em: 14 Set 2008, 14:26 »

Olá companheiro e comediante decarvalho

Tenho pena que a perguntas sérias e importantes, responda sempre com um tom superior e "gozante". De modo nenhum dignifica o MIDAP.... Espero bem que não seja esta também a posição do MIDAP.

Nuno Ribeiro


Registado
Decarvalho
Visitante
« Responder #6 em: 14 Set 2008, 14:16 »

 Wink

Viva, andava mesmo, mesmo, com saudades suas....

Nao ha misterios, não há cabalas, não ha conspirações, não há tortuosos meandros, não há fantasmagoricos compadrios, não ha gatos escondidos com o rabo de fora, não ha conflitos de  interesses, não ha vendilhões do templo, não ha lobos maus vestidos de avozinhas simpaticas, não há cavalos de troia, não há esqueletos nos armários, não ha feiticeiros nem bruxas más, nem ninguém em bicos dos pés, nem luta por lugares ou funções, nem meias palavras, nem falsas juras, nem esconjuros, nem maldições, nem preconceitos, nem fundamentalismos, nem maximalismos, nem secretismos, nem insinuações torpes, nem pensamentos mal intencionados, nem agressividade verbal, não ha nada daquilo que o Nunor só parece ter encontrado ao longo da sua vida, e pelo contrario, ha tudo aquilo que infelizmente lhe parece ter escasseado nas suas experiencias anteriores:

- boas vontades desinteressadas,
- trabalho voluntario interessado,
- auto comparticipaçao monetária de cada um
- empatia mútua entre os fundadores
- dinamismo e solidariedade construtiva
- sentido de responsabilidade social e cívica


todavia...apesra de serem esses os valores que encontra, o amigo Nunor podera continuar a contribuir para o autocaravanismo...(quer dentro, quer fora dos parques de campismo) também no MIDAP.... Smiley
« Última modificação: 14 Set 2008, 14:28 por Decarvalho » Registado
nunor
Visitante
« Responder #5 em: 14 Set 2008, 11:33 »

Bons dias

Costuma-se dizer que da discussão se faz luz e a Carta Aberta do Errante tem tido o condão de se irem recolhendo informações relevantes sobre a formação e objectivos do MIDAP e da sua relação com o CPA, que é isso que nos interessa aqui neste espaço, como associados do CPA.

Assim ficamos a conhecer que a Direcção do CPA não aceitou a proposta do Presidente da Direcção para se associar ao MIDAP e que o MIDAP não se pretende constituir como associação.

Mas e há sempre um mas...Os ambiciosos objectivos do MIDAP, aqui descritos pelo seu presidente da comissão instaladora e pelo responsável pela proposta de elaboração dos estatutos, comunicados e planos de actividades, deixam-me a mim com uma interessante questão! Se o MIDAP não quer ser associação, não quer organizar viagens ou concentrações, onde vai arranjar o financiamento para cumprir o ambicioso plano a que se propõe?
É através do pagamento das inscrições do seminário sobre o sector? É  a vender pareceres através do Observatório Não Governamental ou a vender os estudos elaborados pelo Gabinete de Estudos para o Autocaravanismo? É a produzir e a vender informação sobre autocaravanismo através do Centro de Documentação e Informação da Comunicação Social?
Este é um assunto importante, uma vez que sendo o lobbying um dos porta-estandarte deste movimento, convém esclarecer de onde vêm os fundos para o movimento, não vá a FCMP ou a AECAMP serrem os patrocinadores do MIDAP e o Lobbying funcionar ao contrário...para bom entendedor meia palavra basta, ou seja: sermos todos remetidos para os parques de campismo.....

Nuno Ribeiro




Registado
Páginas: [1] 2   Ir para o topo
Imprimir
 
Ir para: